5min. de leitura

NÃO ESPERE ENTENDER A MINHA VIAGEM, SE VOCÊ NÃO PERCORREU O MEU CAMINHO…

Não espere que alguém entenda a sua viagem se não teve de seguir o seu caminho e não foi foi forçado a usar seus sapatos e ver a vida de sua maneira. E não espere que ninguém te entenda cem por cento, porque isso é impossível.


Isto é, o que as outras pessoas pensam sobre você é realidade delas, não sua. Outros não sabem a sua história, não vivem em sua pele nem sentem suas memórias. Isto é muito importante quando se trata de nossa saúde emocional, por isso devemos evitar dar crédito às críticas e julgamentos infundadas de outros …

Tanto para evitarmos dar validade às sentenças dos outros quanto para fazer-nos compreender que temos de estar conscientes de que só nós entendemos completamente o nosso caminho. E, às vezes, nem isso é possível …

A quem julga meu caminho, empresto meus sapatos


A consequência mais direta de acreditar no que os outros pensam e dizem sobre nós é apenas nos tornarmos alguém que não somos. Isso acontece porque acabamos inconscientemente querendo agradar aos outros, sacrificando o que nos define.

Com isso em mente, temos de perceber que se preocupar com o que os outros pensam de nós é perder tempo e energia.

No entanto, em geral, os outros pensam sobre nós muito menos do que achamos. Embora nós pensemos que somos o centro das atenções, é provável que o que fazemos não seja relevante para aqueles que nos rodeiam.



Portanto, temos de tentar viver naturalmente, dando importância ao que sentimos e tentando entrar em sintonia com nós mesmos, porque no final do dia os nossos pés são os únicos que percorrem o nosso caminho.

“Viva a sua vida da maneira que quiser,

 não como os outros querem que você viva.”

.. Mas como são as pessoas que criticam?

Atrás de uma pessoa que julga e critica os outros destrutivamente há certos problemas ou características pessoais que a sentenciam o seu “descontentamento”. Aqui estão algumas características:

  • Baixa autoestima: é comum que as pessoas com baixa autoestima usem as críticas para manter o controle sobre sua posição social ou mesmo para se deslocar para um bom lugar.
  • Danos emocionais: é possível que você não reconheça que foi ferido, que em um ponto foi humilhado e abandonado. No entanto, é provável que reconheça suas mesmas feridas nos outros e rotule suas experiências de acordo com a sua realidade.
  • Falta de empatia: há momentos em que a empatia pode começar a volatilizar-se e as pessoas se envolvem em uma casca que justifica esse tipo de crueldade como “inocente”. Assim, a pessoa completa o seu próprio vazio impiedosamente criticando e fazendo uso de acusações.

De qualquer forma, você poderia dizer que o preconceito é uma característica inata dos seres humanos na sociedade moderna. Isto é porque, por vezes, julgamos como adaptável o que fazemos, nos protege de certos perigos que podem ameaçar o nosso bem-estar mental.

No entanto, ao gerarmos ideias e imagens rápidas de outros ou de nós mesmos podemos cometer erros desastrosos, pelos quais pagamos muito caro emocionalmente.


Quando não entendemos nem a nós mesmos

Às vezes nós nem sequer entendemos a nós mesmos, mas não exigimos que os outros considerem os nossos sentimentos, pensamentos e desejos.

Então, como não temos a certeza necessária para saber o que os outros sentem, não devemos julgar ou validar seus julgamentos de. Da mesma forma isso deveria ajudar-nos a manter em mente que não é possível que outras pessoas entrem na nossa pele, porque as nossas experiências são nossas.

“Então, quando não entendemos nem a nós mesmos é bom e enriquecedora parar e pensar, rever e diminuir nossa jornada até nos encontrarmos novamente em nosso caminho.”

A coisa boa é que quanto mais confusos nos sentimos, mais possibilidades temos de ir montando o quebra-cabeça da nossa vida. Sim, sempre tendo em mente que nós somos os únicos que podem trazer conforto aos nossos sapatos em nossos pés.

________

Traduzido pela Equipe de O SEGREDO 

Fonte: La Mente Es Maravilhosa





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.