7min. de leitura

Não existe nenhuma possibilidade de o seu futuro dar errado, se você fizer as escolhas certas no presente!

O trabalho e o futuro…

Frequentemente nos preocupamos com o futuro, como aquela criança que fomos; esperando que o fantasma saia do armário e nos ataque no escuro da noite. Assim, vemos o futuro como algo que nos espreita e está pronto para nos atacar assim que pisarmos lá.


O que será que nos cega, a ponto de não nos permitir perceber, que o futuro nada mais é que o resultado daquilo que estamos fazendo hoje? Será que é difícil entender que o futuro não existe sem o presente? E que as suas atitudes do presente são pequenos tijolos que compõem a construção desse tão temido futuro?

Não existe nenhuma possibilidade de o seu futuro dar errado, se você fizer as escolhas certas no presente.  Então a questão central não é o futuro, e sim, o presente.

A nossa principal preocupação deveria ser: E o presente? O que estou fazendo diariamente, com o meu tempo, minhas emoções e minhas energias? Será que estou semeando no canteiro da felicidade, ou da preocupação?

Algumas pessoas se sentam tranquilamente, dormem despreocupadamente, comem exageradamente e acreditam em um futuro maravilhoso. Outras não comem, não dormem, jamais relaxam e se preocupam noite e dia com o futuro.


Existe uma diferença entre o futuro de uma e de outra? Não. Certamente nos dois casos o fracasso está à espreita. Por quê? A resposta é simples: A primeira foi excessivamente otimista e não trabalhou. A segunda foi excessivamente pessimista e não trabalhou. Ou seja: Não há sucesso sem trabalho.

Você pode gastar toda a sua energia e não viver o presente preocupado com o futuro. Se não trabalhar, não vai conquistar o que deseja. E você pode aproveitar o presente sendo um otimista, uma pessoa que acredita na vida e no futuro; se não trabalhar, não vai conquistar o que deseja.

De novo, entendemos que sem trabalho, não há sucesso.


E como obter sucesso na vida, e ter uma garantia de que você fez a sua parte para o futuro? Essa é a principal pergunta para o nosso sucesso profissional.

Inúmeros pesquisadores já falaram sobre a importância do trabalho para o ser humano: Mas provavelmente a frase mais célebre sobre isso foi dita por Benjamin Franklin:                                                       “o trabalho dignifica o homem”. Não importa o cargo nem a relevância do que você faz, nem o quanto de status isso te garante, o que importa é o quanto de você está embutido nessa profissão. Não importa o que você faça. Não importa qual seja o seu talento. Existe um grande executivo infeliz e uma costureira feliz.

Quanto mais intrínseco for o seu trabalho, quanto mais aquilo fizer parte de você, melhor será executado, mais feliz você será, e mais sucesso consequentemente terá. Quando o ser humano descobre seu talento, encontra no trabalho uma fonte de realização, e gratificação e todo o seu ser se completa, não há plenitude no ser humano sem a realização profissional.

Algumas pessoas podem entender o trabalho apenas como fonte de rendimentos, outros veem no trabalho uma forma de escravidão, ou como obrigação. Todos têm talentos, uns são administradores, outros professores, outros médicos. Alguns são por paixão, por obrigação, ou por necessidade. Existem casos em que a profissão é tradição familiar.

Existem pessoas que ainda se formam, estudam, fazem faculdade, investem em carreiras, apenas levados pela profissão mais rentável do momento, que está na moda ou que alguém indicou. Salvo raríssimas exceções, o fracasso emocional é certo.

O trabalho pode não ser necessariamente o trabalho dos seus sonhos, mas é preciso que ele seja o alicerce para a sua ascensão a esse patamar.


O segredo para descobrir o seu talento

Existem testes vocacionais, empresas especializadas em coaching e muitas outras maneiras de descobrir seus talentos e/ou habilidades. São testes reconhecidos e com comprovação científica. Mas a minha sugestão é que você tente se conhecer melhor.

Faça uma lista dos seus sonhos. Faça outra lista das suas habilidades. Leia este questionário e responda com sinceridade.:

– O que eu queria ser quando criança?

– Porque estou nessa profissão?

– Quais atividades do cotidiano eu sinto prazer em realizar?

– Quando estou em meu trabalho me sinto cansado e desmotivado?

– Quando acordo de manhã, o que sinto ao pensar no meu dia de trabalho?

– Sempre que penso em pedir demissão onde me vejo ao sair dessa empresa?

– Que tipo de atividade me absorve?

– Posso me ver fazendo exatamente isso, depois que conquistar minha independência financeira?

– Costumo enxergar meus erros e corrigi-los ou procuro esquecer o que faço?

– Sempre que posso procuro fugir da realidade, ou a minha vida está completa?

– Sou uma pessoa feliz?

– Quais as minhas metas?

– Tenho procurado realizar os meus sonhos?

Não são perguntas simples, elas exigem um confronto pessoal. Certamente esse questionário vai te tirar da sua zona de conforto e fazer com que você olhe a vida com outros olhos, sem as máscaras do conformismo ou determinismo. É preciso reavaliar seus conceitos, procurar se concentrar em você mesmo e mergulhar em sua essência.

É preciso coragem pra mudar, pra enfrentar os desafios e aceitar que às vezes tem que se mudar o rumo pra encontrar a direção.

Seu talento está dentro de você e só você tem a resposta.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.