ReflexãoRelacionamentos

Não há literalmente nada errado em ser solteira!

Somos um mundo que gosta de encontrar coisas para odiar e por alguma razão ser solteiro está no topo dessa lista.



Ser único é tão bom ou tão ruim quanto você permite que seja.

Você tem a liberdade máxima quando está solteiro, sem ninguém te impedindo de alcançar qualquer coisa que você queira. O mundo está literalmente em suas mãos. Tudo o que você tem que fazer é tomar as oportunidades a sua frente, e se não houver nenhuma, crie!

Ser solteira para mim é a minha identidade, é algo pelo qual sou conhecida, e não acho que isso seja uma coisa ruim. Ninguém espera que eu tenha um namorado e eu não espero também, estou tão feliz vivendo minha vida sozinha que ter um namorado iria estragar tudo.


Mas aqui está uma coisa: eu não fui sempre assim. Na verdade, eu costumava me atirar em qualquer um que mostrasse o menor interesse em mim, porque eu não queria ficar sozinha, especialmente não depois que terminei meu relacionamento. Eu pensava que ficar sozinha era horrível, sentia que precisava de alguém na minha vida, mas a verdade é que eu não preciso de ninguém, nunca precisei. Eu só não sabia quem eu era quando estava sozinha, e sentia que precisava de alguém lá para me guiar.

Eu comecei a investir toda a energia que colocava em tentar fazer com que outras pessoas me amassem em mim mesma, e meu mundo inteiro mudou. Eu me tornei uma pessoa mais feliz, tornei-me mais autossuficiente e me tornei (o que eu acredito ser) a melhor versão de mim mesma.

Estar sozinha pode ser um desafio, especialmente se você acostumada a ter alguém ao seu lado, mas isso me fez mais forte. Eu posso apreciar-me mais e desfrutar da minha própria companhia.


Você tem que encontrar o equilíbrio em sua vida, e assim como não há nada de errado em estar em um relacionamento, também não há nada de errado em estar sozinha.

Nós, como sociedade, estamos tão envolvidos em encontrar alguém para chamar de nosso; Queremos ser completados por outra metade, em vez de tentarmos nos completar. Queremos encontrar alguém para nos inspirar em vez de nos inspirarmos. Queremos ir para a cama com alguém para não precisarmos dormir sozinhos. Estamos tão desconfortáveis sozinhos que deixamos que isso controle nossas vidas, e o amor não deve fazer isso.

O amor não deve transformá-lo em uma pessoa que não te orgulha, não deve degradá-lo e fazer você se questionar. O amor não deve fazer você se sentir sozinho em um relacionamento e não deve separá-lo das coisas que você ama ou tentar controlá-lo. Isso não é amor, mas às vezes nos convencemos de que devemos sentir essas coisas, porque isso é melhor do que estar sozinho, certo? Não.

Estar sozinho é uma coisa boa. Ensina como apreciar a si mesmo, como confiar em si mesmo e defender a si mesmo. Te ajuda a aprender o que você merece, e te faz entender a importância de não se envolver apenas para não estar sozinha.


Se você está em um relacionamento que te faz realmente feliz, fico muito feliz por você, realmente, porque infelizmente isso é raro atualmente. Mas se você se juntou a alguém apenas porque não queria estar sozinho, entende o mal que está causando a si mesmo? Há um mundo inteiro de pessoas para se apaixonar, mas você decidiu cair nos braços de alguém que não está totalmente interessado em você.

O que me traz de volta ao ponto de que não há literalmente nada de errado em ser solteira. Sendo solteira você aprende sobre si mesma, descobre quem você é e quais são seus interesses. Aprende uma melhor compreensão do mundo, incluindo relacionamentos e amor.

Não se permita estar tão concentrado em se tornar de alguém que se esqueça de se tornar alguém.


____________

Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: Thought Catalog

Dadirri – a maneira como os povos indígenas curam o trauma:

Artigo Anterior

Rompa consigo mesmo, mas não perca seus valores!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.