publicidade

Não há metades, somos completos!

Das piores crenças que nos incutiram, foi a de que, para ser completos, precisamos de uma metade, a chamada “meia laranja”. Esta crença tem provocado uma grande limitação na mente das pessoas e pior ainda, demasiadas frustrações! Atrevo-me a dizer que a grande responsável por tantos divórcios e rupturas amorosas.



Acreditar nisto faz com que as pessoas, procurem desesperadamente, indivíduos iguais, que juntos formem um “Puzzel”. Em consequência apaixonam-se não, pela pessoa mas, por aquilo que gostariam que ela fosse. Idealizam que alguém tem hábitos que não gostam, mas que depois do casamento, ou com o tempo, vão conseguir mudar tudo aquilo que lhes incomoda. Enganam-se a si mesmos com falsas expectativas e depois disso sofrem, porque estas mesmas expectativas não correspondem à realidade. Cada um é como é , e só muda se achar que deve mudar.

não há metades2

Sentem-se enganadas, incompreendidas, mal amadas! Acusam o seu parceiro/a de ter sido desonesto e de terem perdido muitos anos da sua vida em vão. Não entendem que foram elas próprias que se enganaram e quiseram acreditar numa mentira.


Não há metades, somos completos, e quando não somos felizes com nós próprios, não podemos ser felizes com ninguém, é assim de simples, quer queiramos entender isto, ou não!

Tremo cada vez que chega à minha consulta, alguém que diz ter encontrado a sua “meia laranja” sei que na próxima consulta me vai dizer que foi enganada…

Ele pensa como eu, é fantástico! Nunca senti algo assim… ele é perfeito, sem duvida ele é a minha alma gêmea! 


Ela é diferente de todas as mulheres que conheço, por fim encontrei a “tal”!

É muito bom , sentir-se assim, neste estado de paixão, faz-nos ver o céu sempre azul, melhora a nossa aparência física e faz bem ao coração. Mas não se engane, cada pessoa é única, tem hábitos e uma formação diferente. Tudo é devido à sua genética, educação, cultura e experiências vividas. Ninguém tem que ser igual a si, esta diferença é a que provoca uma atração física, e o que faz o equilíbrio entre um casal. Poderá encontrar alguém compatível, mas nunca igual a si, em todos os sentidos.

Aprender a respeitar a individualidade de cada um, é o segredo de uma boa relação. Não espere que o outro lhe faça sempre a vontade ou que adivinhe as suas necessidades e desejos. Fale, peça, pergunte…  e aceite as escolhas do outro e não apenas as suas. Respeite as suas opiniões e as suas criticas. Não feche os olhos àquilo que não gosta da outra pessoa, porque é mesmo isso que vai destruir a sua relação caso não aprenda a aceita-las. Entenda que a outra pessoa é assim e ponto! Se gosta, fantástico, se não gosta, talvez precise perceber que não é a melhor escolha para si!

não há metades3

Para que possamos ser felizes juntos, primeiro precisamos ser felizes sozinhos, não esqueça isso.

Se quiser fazer apenas aquilo que gosta, não tenha uma relação. Viva como quer, mas sozinho/a, e quando desejar, compartilhe então a sua felicidade, com o seu grupo de amigos. Se por outro lado quer uma relação a dois, lembre-se que são dois, e não um só.

Compartilhar o bom e o mau de uma relação é imprescindível para que esta seja duradoura e feliz.

Portanto, não procure uma meia laranja, procure alguém com quem possa partilhar a sua vida. Não pretenda obrigar alguém a entrar nos seus moldes, a ser igual a si, isso na pratica não funciona e provoca muita frustração!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.