4min. de leitura

Não há nada mais perigoso do que uma pessoa cruel, convencida de que é uma boa pessoa

Se você convive com uma pessoa cruel, mantenha sempre em sua mente que é fundamental cuidar de si mesmo em todos os aspectos, proteger sua integridade e seu espírito das influências negativas dessa pessoa sobre sua vida. 

Em nossas jornadas pela vida, uma das habilidades que mais precisamos buscar desenvolver é o autoconhecimento, porque nos permite compreendermos melhor a nós mesmos e quais as habilidades precisamos desenvolver para prosperar e evoluir para uma melhor versão de nós mesmos a cada dia.



No entanto, a compreensão de nossos próprios defeitos e virtudes nem sempre é simples. Muitas vezes, parece que todo mundo pode vê-los menos nós, que os portamos.

Quando se trata das virtudes, nosso desconhecimento não gera nenhuma consequência negativa, porque colhemos os benefícios das boas ações ao longo de nossas vidas e não prejudicamos ninguém.

Mas quando se trata de nossos defeitos, a ignorância se torna uma problema, porque quando negamos ou não enxergamos nossas atitudes negativas, geramos muitos problemas para as pessoas ao nosso redor, visto que agimos pensando apenas em nós mesmos, sem considerar as consequências de nossas atitudes no mundo ao nosso redor.


As pessoas cruéis geralmente desempenham seus comportamentos negativos com aqueles que julgam ser inferiores a elas, e combinam sua crueldade com um sentimento de superioridade, diminuindo o outro para despertarem uma sensação de controle que tanto precisam para manter o seu “bem-estar”.

Apesar de muitas vezes acharem que estão contribuindo para as vidas daqueles ao seu redor, estimulando sua resiliência e força de vontade, a verdade é que as pessoas cruéis podem dificultar e muito nossas vidas, desmotivando-nos e semeando insegurança e desespero em nossos corações.

Assim como qualquer outro vício, a crueldade não precisa de motivo para ser praticada

Os que mais estão suscetíveis ao comportamento das pessoas cruéis são aqueles que compartilham uma conexão mais íntima com elas, familiares, amigos, e qualquer pessoa que tenha um papel frequente em suas vidas, embora sejam elas que decidam quando vão aplicar suas doses diárias de crueldade, sempre pensando que estão fazendo um favor a todos.


O mais curioso é que essas pessoas têm uma grande capacidade de se vitimizarem e se livrarem das responsabilidades de seus próprios atos, sempre culpando o outro por seus erros.

Se você convive com uma pessoa cruel, mantenha sempre em sua mente que é fundamental cuidar de si mesmo em todos os aspectos, proteger sua integridade e seu espírito das influências negativas dessa pessoa sobre sua vida. Se o diálogo não resolver esse problema de relacionamento, mantenha uma distância saudável que o permita seguir em frente com otimismo e positividade, e sempre lembre-se de não há nada mais perigoso do que uma pessoa cruel, convencida de que é uma boa pessoa.

Coloque a si mesmo em primeiro lugar e viva uma vida que o faça realmente feliz.


Direitos autorais da imagem de capa: Ilustração de Benjamin Lacombe

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.