4min. de leitura

“Não há nada mais verdadeiramente artístico do que amar as pessoas”.

Saber que temos importância para outras pessoas nos ajuda a levantar das diversas quedas que sofremos ao longo da vida, nas quais costumeiramente questionamos o nosso próprio valor.

Nossas palavras tem o poder de transformar uma determinada situação em um incêndio descontrolado. Mas, caso empregadas com a intenção e a sensibilidade adequadas, são capazes de apagar as maiores labaredas com ondas de bondade, ternura, gentileza e positividade.


Note a beleza e a magnitude de, em meio às dificuldades e aos imprevistos do dia a dia, reservar momentos para pensar em alguém com todo carinho, para mentalizar coisas boas, para demonstrar o amor e a humanidade que existem em você. Nossas mensagens, textos, ligações, abraços e gentilezas são puras dádivas de gratidão e essência.

É necessário permitir que o nosso coração se expresse. Uma das várias formas de expressão consiste em aproveitar as pequenas oportunidades que a vida nos concede diariamente para lembrar ao próximo que a presença dele é sentida e importante.

Quando estamos em estado de euforia, quando tudo está dando certo, é mais fácil perceber a beleza do sol, os sons lindos emitidos pelos pássaros, a alegria que o ato de compartilhar é capaz de proporcionar. Contudo, quando estamos em meio ao caos, quando tudo está dando errado, quando somos pegos de surpresa por acontecimentos que nos abalam, nossa visão se torna turva ao entrarmos num turbilhão de sentimentos de frustração, raiva, falta de paciência, confusão. Nesses momentos, antes de disparar palavras de fúria em direção ao próximo, procure respirar fundo, acalmar a mente e relaxar o corpo. Acredite: a nuvem cinza vai se dissipar e os raios de sol voltarão a aquecer o seu coração.

Os postos de saúde e os hospitais parecem, à primeira vista, redutos de puro medo, sofrimento e fragilidade. Mas, mesmo nesses lugares, é possível notar a presença do carinho, do amor, da amizade, da atenção e, acima de tudo, da esperança. Esperança pela cura, pela recuperação, por um milagre. Até mesmo a esperança necessita de reforços positivos, de sinais que demonstrem claramente que ela continua conosco, viva, firme e forte.


Saber que temos importância para outras pessoas nos ajuda a levantar das diversas quedas que sofremos ao longo da vida, nas quais costumeiramente questionamos o nosso próprio valor. O ato de estender a mão é capaz de oferecer a força necessária para ajudar alguém a sair desse estado de espírito.

O pintor holandês Vincent Van Gogh sabiamente disse:Eu sinto que não há nada mais verdadeiramente artístico do que amar as pessoas”.

Quando nos doamos ao próximo, nossa essência brilha mais forte. E, por consequência, conseguimos perceber que as nossas ações são capazes de fazer toda a diferença.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: pingpao / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.