ComportamentoO SegredoReflexão

Não há travesseiro mais confortável do que uma consciência limpa

não há travesseiro

Ter na consciência os bons pensamentos, intenções e ações nos dá a oportunidade de dormirmos em paz. Enquanto isso, a inveja, a raiva, mentira e enganação são, sem dúvida, os melhores ladrões dos bons sonhos e emoções.



Desfrutar de uma consciência tranquila é como ter uma boa bússola, ajudando-nos a manter o norte. Ou seja, se usarmos bem a nossa capacidade de decisão, poderemos manter uma boa direção em nossas vidas.

“Embora seja difícil para qualquer um ter uma consciência cem por cento clara, sim, nós podemos esforçar-nos para agirmos de forma coerente com os nossos valores. Por sua vez, devemos evitar o conflito com os nossos interesses ou desejos, o que de acordo com o tipo de pessoas com as quais nos cercamos, pode ser mais ou menos fácil.”

Manter-se longe do negativismo de algumas pessoas preserva a sua integridade


Há pessoas que parecer estar ajudando, mas que na verdade estão fazendo o seu melhor para dificultarem nosso caminho. Outras são especialistas em fazerem com que nos sintamos mal, na tentativa de nos sentirmos culpados ou pensarmos que estamos sendo egoístas.

“Nesse sentido, essas pessoas não estão trazendo nada de positivo para nós ou para nossa consciência, dificultando com que sigamos a nossa vida normalmente.”

Quando sentimos que isso está nos acontecendo, devemos valorizar nossas relações muito bem, pesando as consequências de nossos sentimentos e tendo especial cuidado para equilibrarmos a balança.



O prazer de dormir com a consciência limpa

Às vezes, os outros se comportam mal com a gente, mas se pagarmos com a mesma moeda, tudo o que fazemos é alimentar o caos e declínio emocional.

De qualquer forma, cometer erros não é o mesmo do que fazer errado com a intenção de prejudicar ou não favorecer outros. Nós temos que diferenciar estes conceitos, porque às vezes os nossos erros nos fazem sentir vergonha ou tristeza, quando na verdade não devemos nos sentir culpados.

“Assim, quando outros falham em suas boas intenções, não é certo punir, mas ajudá-los a recuperarem a confiança em si mesmos e fazer com que se sintam dignos de afeto.”


Deste modo, dizemos que a nossa consciência está presente em todas as esferas da vida e que posdemos cuidar dela em qualquer situação ou momento, por mais difícil que possa ser.


O mundo precisa de exemplos, não opiniões

Temos uma tendência incrível para nos justificar com palavras, as quais tentamos preencher com significados sem sentido, de modo que as nossas opiniões não se tornem apenas vazias, mas obscurecidas.


Ou seja, não vale nada pregar valores como humildade e honestidade, o que é necessário é parar de se comportar de forma arrogante, falsa ou hipócrita. Obviamente, se esconder por trás das palavras pode ser útil para proteger a frustração, mas não nos liberta da realidade de nossas más ações.

Dizem que quando oferecemos uma desculpa que não nos foi pedida, o fazemos é expressar nossa culpa. Na verdade, se você pensar sobre isso, a culpa não tem de nos atormentar, mas nos fazer sentir alguma responsabilidade pelo que aconteceu.

Então, para nos libertarmos e relaxar, também temos que empregar um processo de trabalho interior, que nos permite nos perdoar por tudo o que fizemos ou deixamos de fazer, e pelo o que sentimos ou deixamos de sentir.

“Nós temos em nossas mãos a solução para todos os problemas do mundo ou de nossas vidas; No entanto, as boas intenções são grãos de areia que nos ajudarão a manter o equilíbrio emocional do qual precisamos.”


 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa


Flor de lótus – um dos símbolos mais antigos do nosso planeta

Artigo Anterior

O poder dos cristais, cores e chacras

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.