publicidade

Não importa o que seus pais fizeram ou outras pessoas fizeram, só você é o responsável por sua vida agora!

Não importa o ambiente em que crescemos ou todas as coisas que não recebemos, somos nós os responsáveis por criar nossa própria felicidade.

Nossos pais nem sempre cumprem com o seu papel em nossas vidas. Muitas vezes nos negligenciam, magoam e abandonam, o que faz com que cresçamos com sequelas emocionais, que nos acompanharão até a idade adulta e influenciarão a forma como enxergarmos a nós mesmos e as pessoas ao nosso redor.



Por mais que suas atitudes nos magoem e nos façam questionar porque nos tratam dessa maneira, chega um momento que devemos aceitar que nos tornamos os únicos responsáveis por nossas vidas e, independentemente do que tenham feito ou deixado de fazer para nós, precisamos aceitar que a missão de fazer nossas vidas andarem para frente agora é nossa.

Não importa o ambiente em que crescemos ou todas as coisas que não recebemos, somos nós os responsáveis por criar nossa própria felicidade, por nos cercarmos de pessoas boas, que nos ajudarão a enxergar a vida com mais gratidão, amor e esperança, e por fazer de cada dia uma nova oportunidade de dizer “sim” para nós mesmos.

Claro que nem sempre é fácil, podemos não ter vivido bons exemplos nos quais pudéssemos nos espelhar e não sabermos muito bem como guiar nossas vidas por conta própria. Também podemos conservar um profundo sentimento negativo em relação aos nossos pais em nossos corações, mas precisamos nos libertar de tudo aquilo que nos pesa para baixo para que possamos encontrar a felicidade e realização.

Não é simples curar as feridas de uma infância negativa

Todos nós, enquanto crescíamos, tivemos alguma pessoa negativa por perto, que nos afetou de determinada maneira e ajudou a formar nosso caráter de hoje. No entanto, para algumas pessoas as influências negativas foram ainda mais presentes do que as positivas, e nesses casos a cura pode ser mais complicada e complexa.


Quando crescemos com pais ausentes, infelizes, desrespeitosos, manipuladores e abusivos, acabamos com muitas feridas em nossos corações, e por mais que tentemos disfarçar esses sentimentos com um sorriso no rosto, em nosso interior travamos uma luta muito intensa para deixar para trás todas as dores e seguir em frente com a alma renovada.

Se não podemos aprender com os exemplos positivos de nossos pais, devemos analisar os seus erros e refletir sobre eles, para não cometê-los em nossas próprias vidas. Todo o amor, respeito e aceitação que não nos foi entregue, que aprendamos a desenvolver por nós mesmos e pelas outras pessoas em nossas vidas, para que possamos ser capazes de criar relacionamentos saudáveis e, pouco a pouco, mudar nossas histórias.


Apesar de não ser fácil curar as feridas de uma infância negativa, podemos começar a nos cuidar reconhecendo que nós somos especiais e merecemos amor, cuidado e felicidade, e que se não recebemos isso de nossos pais, então precisamos nos fazer felizes por nós mesmos. Ao nos enxergamos com bons olhos, daremos o primeiro passo em direção a uma realidade melhor.

As atitudes de nossos pais não definem quem somos

A infância, em grande parte, determina como será o resto de nossas vidas, mas não podemos passar nossa vida adulta toda lamentando os problemas que tivemos na infância e não fazer nada para que nossos futuros sejam melhores.

Não podemos mudar o passado, mas sempre podemos fazer com que o nosso hoje seja melhor do que o ontem. Claro que isso requer um profundo trabalho de aceitação pessoal, resolução de conflitos internos e recuperação de sentimentos como autoestima e amor-próprio, e para podermos contar com a ajuda de profissionais capacitados para nos guiar pelo caminho.

Merecemos nos sentir amados, aceitos e merecedores das melhores coisas da vida. Merecemos ter ao nosso lado pessoas que acreditam em nós e nos fortalecem, que seguram nossas mãos sempre. Merecemos criar a nossa própria felicidade, e para isso precisamos nos tratar com respeito e amor.

Quando guardamos ressentimentos em nossos corações, não podemos avançar, ficamos estagnados no padrão de vida atual. Portanto, reconheça que apesar do seu passado ter sido dolorido, o tempo de se lamentar já acabou. Perdoe para o seu próprio bem e comece hoje a caminhar em direção à vida que você deseja viver.

Você merece as melhores coisas deste mundo, mas para que possa conquistá-las, é necessário que primeiro abandone tudo aquilo que lhe causa dor.


Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação desse material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa: Rene Asmussen/Pexels.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.