Não julgue, apenas respeite!

Não julgue! Há uma razão pela qual as pessoas são como são e cabe a nós respeitar.

Todos nós, ao longo da vida, vivemos momentos ruins e bons, passamos por diversas experiências. Inclusive, aquelas circunstâncias ou pessoas que julgamos, e acreditamos que passariam despercebidas, podem ressurgir mais tarde, de alguma forma, em nossas vidas. Até mesmo para estender a mão quando mais precisamos e nos surpreender com uma bondade imensa no coração.

Há uma história por trás de cada pessoa. História triste ou feliz, de sofrimento ou vitórias. Não importa, não temos o direito de julgar ninguém.

Há uma razão pela qual as pessoas são como são e cabe a nós respeitar.

Cada um tem a sua história de vida e reage a cada situação de forma diferente do outro. Se para você é fácil enfrentar certa situação ou se expressar de determinada forma, não significa que o outro tenha a mesma facilidade.

Somos o reflexo de algumas crenças limitantes criadas desde a nossa infância e das experiências boas ou ruins pela qual passamos.

É preciso enxergar além do que os olhos podem ver e considerar que cada pessoa tem uma história, experiências, sentimentos, emoções, encontros e desencontros.

Não somos ninguém para julgar ou criticar o comportamento alheio e também não se pode esperar que, em apenas uma conversa, seja possível conhecer verdadeiramente uma pessoa.

Por outro lado, escutar o outro e ter em mente que seu comportamento é resultado das suas experiências de vida nos ajudará a tentar compreendê-lo.

Apenas lembre-se de que por trás de cada pessoa há uma alma forte, mas também sensível, que tem suas feridas e cicatrizes, que tem a sua história. 

Quem nunca julgou alguém? Todos nós, em algum momento da vida, já julgamos. Talvez por pura ignorância. Como aprendizado de vida, depois de um tempo enfrentamos uma situação semelhante com a qual tínhamos criticado. Essa pessoa julgada e criticada não passará despercebida e ressurgirá nas nossas vidas para nos ajudar, sem fazer críticas ou julgamentos e sem pedir nada em troca, apenas para estender a mão!

Com isso percebemos que a maior qualidade está no coração puro do ser humano.

Não é só amizade, é muita admiração! E os julgamentos feitos tornam-se experiências de vida, para não cometermos o mesmo erro!


Direitos autorais da imagem de capa: rawpixel on Unsplash



Deixe seu comentário