publicidade

Não permita que o quase seja a trilha sonora de sua vida!

Eu quase fui… feliz!

Vocês conhecem a música Quase do Pato Fu? Ela tem o refrão assim:



“Quase um amor; quase um caminho; que me deixou; quase sozinho…”

Quando a ouvi pela primeira vez, deu-me uma angústia tão grande! Ter consciência de tudo que poderia ter sido e não foi, ou pior, quase foi.

É como ter o tesouro por poucos segundos em suas mãos e por quase nada, tudo vira nada.

Como algo tão silencioso, imprevisível, despretensioso e pequeno tem o poder de estar sempre presente nos momentos mais importantes de nossas vidas?


Quase fui morar fora…

Quase fiz faculdade…


Quase casei com…

Quase viajei…

Quase pedi demissão…

Quase tive filhos…

Quase ganhei o…

Quase larguei tudo…

Quase ganhei na loteria…

Quase levantei a mão…

Quase… quase… ahhh, se não fosse o quase!

Quando eu era criança, minha mãe dizia: “Maldito quase!” E desde de então vi que algo tão pequeno poderia se tornar um grande pesadelo.

Fui forçada a ter consciência da sua presença e me preparar para lutar contra a sua ação. Poderia perder para ele, mas jamais sem lutar.

É certo que ele nos livra de algumas situações, mas com certeza ele é a barreira que todos nós pedimos para jamais encontrar. Um sinônimo do tempo perdido, da procrastinação, da escolha mal feita e da não feita, das palavras ditas, das malditas e das não ditas, do medo, da covardia, da falta de maturidade e do autodescaso, é, infelizmente é o que mais tenho visto, descaso consigo mesmo, não se dar a importância que merece.

O pior de tudo é quando o quase se torna uma vantagem superficial nas rodas de conversas, ocupando espaço das histórias que quase foram vividas.

Quantos quases fazem e ainda farão parte da sua vida?

Não permita que o quase seja a trilha sonora de sua vida!

Sou Fernanda Leite, coach e quase tantas coisas…

___________

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: cheangchai4757 / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.