ColunistasEmoçõesRelacionamentos

Não posso evitar isso quando te vejo, pois me parece tão natural quanto respirar…

Não vou negar o nó na garganta e o aperto no peito ao ver sua mensagem se justificando pelo beijo negado.



Não posso evitar isso quando te vejo, pois me parece tão natural quanto respirar. Enquanto pensava que não era nada, que logo estaria me cobrando atenção de novo, como um menino, o meu menino.

Percebi que a atenção não viria mais e me doeu saber que não somos nada além do pouco que fomos um dia e que o nosso quase amor jamais seria verdade.

Nosso encontro foi uma sucessão de desencontros. Nunca acreditei em você e nem você em mim. E a gente seguiu assim. Com nenhuma certeza e sem rumo certo.


Não vou negar que me machuca saber que outra tem os seus olhares, os seus sorrisos e os seus carinhos enquanto te respondo que está tudo bem.

nao posso evitar - foto 01

Saber assim em um sobressalto que você não é mais meu me dói fundo talvez mais no ego do que na alma ou seria o contrário?

Ainda queria acreditar que estaria me esperando no fim de tudo e que o tempo que passei fugindo de nós não apagaria sua vontade de me ter por perto, esqueci que as pessoas esquecem e que a memória é traiçoeira. Só não quis acreditar.


Nunca admiti que eu te quisesse sim, te queria pra mim com todos os seus defeitos e as suas explosões, as suas indefinições tão parecidas com as minhas.

Vai lá, se entrega e mergulha de cabeça! Deixa os teus medos pra trás. Ela te faz bem e assim fico bem também porque o motivo da minha felicidade sempre foi a sua.

Os momentos e cuidar de você, de ouvir seus problemas com sua cabeça em meu colo enquanto tentava falar a palavra certa no momento certo pra não te ver desabar já se foram.

nao posso evitar quando te vejo


A tormenta já passou. Espero que pra ela tenham restado apenas os momentos de alegria, o céu claro, o arco-íris.

Entrega a chave pra ela e deixe-a entrar pela porta da frente do seu coração? Não se tranca não, meu bem.

Deixa que ela te faça tão feliz como eu não pude te fazer. Que ela cuide bem do que já foi meu também.


Colhemos o que plantamos – cuidado com a semente da discórdia!

Artigo Anterior

Algumas histórias dão voltas antes de acontecer…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.