publicidade

Não procure em um amor a felicidade que já se encontra em você

Não procure em um amor a felicidade que já se encontra em você. Não aposte todas as suas fichas em alguém que não seja você mesmo. Seja o amor da sua vida!

Não procure um procure um/a namorado/a. Não se apague à ideia errônea de que o amor é resolução dos seus problemas, porque não é assim que as coisas funcionam.



O amor é construção. Não adianta querer encontrar alguém que tenha os mesmos gostos que você, se não houver espontaneidade e as mesmas vontades em ambas as partes.

Talvez você se apaixone por alguém que seja totalmente diferente de você, e encontre nessa pessoa a oportunidade de conhecer coisas novas. Mas esqueça essa ideia absurda de que um novo amor resolverá coisas que só você pode resolver.

O amor nasce, brota, floresce, mas não é garantia de nada. O único fiador que temos é o tempo, que pode mudar com novos ventos.

Estamos em constante evolução. Então não aposte todas as suas fichas em alguém que não seja você mesmo.

Seja o amor da sua vida, mas por favor, não procure um amor. Deixe que ele o (a) encontre.


Não permita que alguém entre em sua vida para suprir suas carências físicas. O amor é mais do que contatos íntimos. A intimidade está ligada à convivência.

Não encontre em alguém a oportunidade de curar feridas passadas. A cicatrização deve acontecer antes de você se abrir para um novo amor. Para quando ele chegar, encontrar alguém disposto a se entregar.


Enquanto isso, aprenda a se divertir sozinho/a.  Convide-se para jantar, ir ao cinema, ir ao parque.

Tome um vinho em um sábado à noite. Faça coisas que lhe arranquem um sorriso genuíno, mas aprenda que o amor não garante a felicidade que você pode encontrar dentro de si.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: rez_art / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.