Comportamento

“Não quero máscaras aqui.” Casal prevenido foi expulso de restaurante por usar os itens de proteção

capanao quero mascaras aqui casal prevenido foi expulso de restaurante por usar os itens de protecao

O posicionamento do dono do local gerou bastante polêmica nas redes sociais.



Desde o começo da pandemia, uma das atitudes preventivas mais comuns entre a população, indicada por médicos e cientistas, é o uso das máscaras. Por isso, esses itens de proteção se tornaram cada vez mais comuns para nós e atualmente, mesmo com a pandemia mais controlada em diversos lugares, continuam sendo obrigatórios e bastante usados.

No entanto, existem pessoas que não concordam com o uso das máscaras, e algumas vezes podem expressar sua opinião de maneira intensa, como é o caso que contaremos a seguir.

Em setembro deste ano, Natalie Wester, uma mulher do Texas, nos EUA, contou que ela e seu marido foram expulsos de um restaurante porque usavam máscaras. O casal tem um filho de 4 meses com fibrose cística e usava os itens como forma de proteger o bebê.


Em uma entrevista ao Today, a mulher contou que saiu com os amigos, o que raramente acontece, e que o filho ficou em casa, aos cuidados de uma babá. Enquanto esperava o seu pedido chegar, o casal foi abordado por uma garçonete, designada pelo gerente do restaurante.

A mulher sentou-se ao lado do casal e informou que o gerente do restaurante não gosta de máscaras, acrescentando que deveriam tirá-las, se quisessem permanecer ali. Eles até tentaram justificar sua escolha, falando sobre a saúde do filho, mas não foi suficiente, e a garçonete ainda se ofereceu para encerrar a sua comanda.

Em uma publicação em seu Facebook sobre o tema, Wester ainda relatou que a garçonete lhes disse que máscaras não funcionam e que usá-las “é como usar uma cerca de arame para impedir a entrada de mosquitos e não dá às pessoas oxigênio suficiente”.

2nao quero mascaras aqui casal prevenido foi expulso de restaurante por usar os itens de protecao

Direitos autorais: reprodução Facebook/Natalie Wester Guerrero.


Como ela e o marido não queriam “fazer uma cena” ou arruinar a noite dos amigos que os acompanhavam, simplesmente foram embora, mas ela resolveu fazer o relato na rede social, que acabou se tornando viral e provocando polêmica. A mulher disse que a mentalidade do dono do restaurante tem contribuído para o número realmente alto dos casos de covid-19 em seu estado.

O Today informou que, durante grande parte da pandemia, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças e outros especialistas em saúde pública alertaram para o perigo de refeições em ambientes fechados, já que as máscaras não podem ser usadas durante as refeições.

Embora essas saídas sejam consideradas seguras para pessoas vacinadas, especialistas recomendam que os não vacinados devem evitar jantar fora. O proprietário do bar, Thomas Blackmer, concedeu uma entrevista à KTVT, uma estação de TV local, afirmando que não “queria nenhuma máscara” no estabelecimento, no qual ele havia colocado seu “dinheiro” e “sangue, suor e lágrimas”.

Não existe nenhuma placa informativa sobre o posicionamento do restaurante no local, mas o empresário relatou que sempre pede que os seus clientes retirem as máscaras ainda à entrada. “Acho que a reação geral com as máscaras é ridícula nos Estados Unidos agora”, afirmou Blackmer ao KTVT.


Em outra entrevista, desta vez ao Washington Post, o homem contou que precisou lidar com uma onda de reação severa à sua fala, inclusive seu endereço foi compartilhado, o que o levou a se mudar, além de fechar temporariamente a página do restaurante no Facebook. O empresário também contou que estava recebendo ligações e ameaças, mas esclareceu que não se arrepende do seu posicionamento.

A publicação de Natalie no Facebook já conta com 2 mil comentários, muitos deles condenando o casal por expor a situação e por frequentar um local fechado, sendo que têm um bebê vulnerável em casa. Também é possível encontrar pessoas dizendo que eles foram “heróis” por compartilhar o relato nas redes.

Medina assinou acordo para pagar R$ 200 mil por mês à mãe por 20 anos

Artigo Anterior

“Não trabalho de graça.” Entregador deixou um bilhete para cliente que não lhe deu gorjetas

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.