AmorColunistasRelacionamentos

Não quero o príncipe encantado, nem o sapo!

Eu não quero o príncipe encantado e nem o sapo. Quero aquele cara que me compreenda e queira estar comigo. Ele não precisa ser o mais lindo, ou o mais educado, mas precisa ser verdadeiro.



Saber que meu coração não é brinquedo é fundamental. No entanto deve saber que todo relacionamento é um risco e sair machucado é consequência. Não preciso de alguém que pague todas as minhas despesas e sim de alguém que seja honesto para me dar àquilo que pode, sem querer me impressionar financeiramente. Ei cara, sou mulher independente e gosto de trabalhar e ter meu dinheiro, não quero o seu.

O cara que abre a porta é um luxo, mas aquele que bate ela quando você faz raiva nele ou para não te deixar ir embora quando der para esticar a noite, esse é o que me conquista. Quero um companheiro que me prove com pequenas gentilezas que ele tem certeza da escolha diária que faz em ficar comigo. Fidelidade é recíproca e necessária, não só de sexo com outras pessoas, mas também de lealdade com as alegrias e dificuldades individuais.

EU NÃO QUERO O PRINCIPE ENCANTADO NEM O SAPO - FOTO 01


Estar presente é diferente de ser presente. Principalmente nesse mundo onde a tecnologia te conecta o tempo todo. Não precisamos ficar colados um no outro só quero que ele sinta orgulho e bem estar em estar na minha companhia. A companhia um do outro é escolha de cada um e por isso são nos detalhes que vemos que a pessoa faz questão de estar conosco.

Eu sou daquele tipo de pessoa que come muito, que roí unha (ansiedade é o mal do século) e que fica brava quando invadem meu espaço e não é por isso que deixo de querer que você me faça surpresas, que seja gentil e que tenha “pegada”. Aquela fase de homem respeitador ser um cara que não te toca já se foi. Quero um cara que me deseje e demonstre isso, sem a necessidade de me expor perante outras pessoas. Quero que ele respeite os meus desejos e queira realiza-los junto comigo, tanto os sexuais como aqueles românticos. Eu também tenho meus dias românticos.

Viver a dois é uma aventura que pode entrar na rotina e não quero que sempre haja inovação. Na correria da vida alguns dias de rotina são necessários para que a novidade faça efeito quando vier. Essa rotina deve ser gostosa e apreciada também. Aventura é bom, mas não todo dia. Você trabalha, eu trabalho e chegar em casa e assistir TV e jantar não deve ser uma tortura.

EU NÃO QUERO O PRINCIPE - FOTO  02


O que importa mesmo é que a atitude do cara me diga e fortaleça o tempo todo a nossa vontade de estarmos juntos. O dia que eu precisar provar para o mundo que sou feliz do seu lado é porque já não existe mais a espontaneidade de um casal satisfeito. As únicas pessoas que merecem e devem ser provadas da nossa felicidade somos nos dois. O nosso relacionamento irá refletir a felicidade e o companheirismo de dentro de casa e isso não tem como mudar.

Não preciso de um casamento dos sonhos ou de uma aliança para que as pessoas saibam quem sou na sua vida, a realidade é que isso deve ser uma consequência dos nossos desejos se eles optarem por serem dessa forma. O príncipe encantado só precisa ser reflexo do ambiente e da vida que escolhemos dividir juntos.

Como aprender a saber dialogar em tempos de ânimos quentes.

Artigo Anterior

Eu só desperto quando olho para dentro de mim…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.