Pessoas inspiradoras

“Não quero ser menina, serei chef”: menino dá lição em mãe que lhe disse que cozinha é para meninas

O menino deu uma resposta genial à sua mãe e mostrou que cada um tem o direito de fazer aquilo que lhe traz felicidade!



Apesar de estarmos experimentando mudanças significativas com o passar do tempo, ainda vivemos em uma sociedade cheia de estereótipos. Alguns dos mais comuns estão relacionados a atividades, pensamentos e atitudes divididas em “de homem” e “de mulher”.

Desde novas, muitas mulheres são ensinadas que a sua principal função na vida é serem boas esposas e mães, cuidando das funções da casa sozinhas e garantindo que tudo esteja em perfeita harmonia, enquanto os homens podem crescer escutando que não devem se interessar por tarefas domésticas e que sua vida deve se fundamentar em trabalhar e prover o sustento da família.

Embora isso tenha funcionado por muito tempo, é possível perceber que as gerações atuais têm uma visão muito mais ampla e livre, e começam a manifestar suas preferências desde cedo, muitas vezes dando poderosas lições nos adultos ao seu redor.


Um casal de pais de San Luis Río Colorado, no México, recentemente recebeu uma dessas lições de seu filho. A escola onde o garoto estuda, chamada Cepodi, compartilhou em seu Facebook o relato dado pelos pais, que mudou sua maneira de pensar.

O casal ia presentear o filho e lhe pediu para escolher o que queria ganhar. Certamente, os pais esperavam ouvir algo como: carros, bonecos, bola, entre outros, mas a realidade foi bem diferente.

O menino disse aos pais que queria uma cozinha de brinquedo. Surpresos com a escolha, a mãe, ao lado do pai, disse à criança: “Tem certeza? Cozinha é para meninas”, reproduzindo o conceito de que apenas as mulheres devem preparar comidas. A resposta que ouviram a seguir mostrou que, apesar da pouca idade, o filho já tem plena consciência do que quer.

O menino respondeu: “Não quero ser menina, mãe, quero ser chef.” Envergonhados por seu comportamento, os pais compraram a cozinha que o filho tanto queria e o incentivaram a perseguir os seus sonhos.


Na publicação, a escola parabenizou o casal por presentear o filho com algo que “promove independência, criatividade e desenvolve a sua inteligência”. Esse menino, com toda a sua pureza e espontaneidade, deixou um grande ensinamento dentro de sua casa e abriu os olhos dos pais para o seu erro. Certamente, eles repensaram em muitos de seus conceitos nesse dia.

O que você achou da fala dos pais e da resposta do filho? Como orienta suas crianças nesse aspecto?

Comente abaixo e compartilhe o texto nas redes sociais!


“Dar um celular a uma criança com menos de 10 anos é um ato de irresponsabilidade familiar”, afirma psicólogo

Artigo Anterior

A pessoa que está ao seu lado precisa valer a pena. Não se contente com menos do que você merece!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.