4min. de leitura

Não seja a pessoa que permite tudo. Seja tudo, menos esta pessoa

Existem coisas, pessoas, situações, que parecem entrar na nossa vida sem serem convidadas, desejadas e nunca nem sequer imaginadas.

Um adeus, uma doença, um problema familiar ou com um amigo, uma discussão boba, um incidente qualquer ou de grandes proporções. Seja lá o que for isto nos desajusta e nos deixa ruins com a gente mesmo.


Não dá para saber ou recordar tudo o que foi plantado, pelo menos nesta vida, para que a gente se depare com a situação e saiba exatamente porque ela está se apresentando naquele momento ou daquele jeito.

Enfim, uma coisa é certa: quando algo nos incomoda e nos faz mal constantemente, tira nosso sono, nossa alegria, nossa vitalidade, nosso chão, é preciso parar e avaliar se vale continuar convivendo, aceitando ou “engolindo” o que está acontecendo.

Quando isto acontece é preciso sempre buscar ajuda, sempre voltar para dentro de si e procurar a melhor maneira de contornar ou eliminar a situação.

Mesmo que seja necessário conviver com determinadas questões, problemas, limitações é preciso também se limitar a aceitar tudo. Especialmente o que, às vezes, é provocado pelos outros, pelo mundo externo.


Você deve saber se precisa levar uma vida inteira carregando família, filhos, pais, nas suas costas. Se precisa aceitar empregos que não lhe fazem prosperar, evoluir, aprender, relacionamentos desgastados. Se você tem que topar e conviver com pessoas que o sugam ou nada o acrescentam.

Volte-se para o seu mundo. Aquele dentro de si. Converse com Deus, com o Universo, com pessoas que possam lhe mostrar uma saída. Aliás, há sempre uma saída. Mesmo que seja a aceitação, até tudo ficar bem ou, pelo menos, melhor do que está.

E não discuta sobre sua força em mudar uma situação, mesmo que tenha que começar por você, pelo seu pensamento, a sua resistência, ou seu comodismo para se fazer de vítima diante dos outros. Haja. Traga sua vida de volta!


Se ela não está sendo fácil temos que nos fortalecer, sendo mais persistentes e não vivendo de modo a agradar aos outros. Acreditar num novo caminho, em outra estrada, em gente nova que chega para ajudar, em pessoas que sempre estiveram ao nosso lado, para dar força e em Deus para transformar tudo. Basta saber o que realmente desejamos e sejamos esta mudança, um pouco a cada dia.

E, de repente, a gente percebe que já foi, que ficou lá atrás. Foi corrigido, ajustado e afastado de nós. Isto se chama recomeço, ou simplesmente, chance!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: janifest / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.