Não seja você um ladrão de si mesmo e um assassino dos próprios ideais.

5min. de leitura

Matar e morrer ao mesmo tempo… eis a questão!



Não seja você um ladrão de si mesmo e um assassino dos próprios ideais.

Não fazer aos outros aquilo que não gostaríamos que fizessem a nós, realmente é uma das chaves do sucesso de uma vida feliz. Mas não matar e não morrer também é uma chave.

Estamos matando e morrendo todos os dias, o tempo todo em pequenos e não menos importantes detalhes.

Toda vez que você se refere com orgulho e autoritarismo mesmo que inconsciente, que é uma pessoa complicada, difícil, com gênio e personalidade forte e acha graça e confiança nisso, mostrando às pessoas o quanto elas precisam ser fortes para conviver com você ou para conquistá-lo, você mata e morre ao mesmo tempo. Sabia disso?


Lembre-se: assim como você, as pessoas não são obrigadas a sofrer. Quem não é fácil, não pode e nem deve esperar facilidades na vida, pois, o universo não reage assim, isto é científico.

O que fazemos em vida, certamente ecoa na eternidade e nos espera de braços abertos logo a frente.

Não se orgulhe em ser difícil, mude. Seja uma pessoa agradável e descomplicada de ficar ao lado, isso sim o torna forte, com presença de espírito intocável e modela crianças em autores da própria história. Orgulho e dureza em excesso transformam pessoas incríveis em ditadores.

Não é nem um pouco fácil, aliás, ultimamente não está fácil para ninguém.


Que a gente aprenda cada vez mais a viver plenamente sem matar e sem morrer todos os dias.

Toda vez que dizemos não para quem nos ama de verdade, (e acredite, fazemos isso! Ah, o inconsciente…), acreditando que pessoas melhores surgirão, buscando perfeição exacerbada e ilusória, aceitamos matar e morrer ao mesmo tempo e não percebemos. É preciso permitir o amor.

Toda vez que deixamos alguém esperando sem considerações e sensibilidade, matamos e morremos ao mesmo tempo e não percebemos. Como podemos fazer isso e esperar dias melhores?

Toda vez que magoamos e machucamos alguém, seja quem for, e não pedimos desculpas por nossas atitudes com reais intenções de mudança e melhora, demore o tempo que demorar, matamos e morremos ao mesmo tempo e não percebemos. (E isso vale para quem não perdoa também. Perdoe, você merece!). A vida dá inúmeras voltas e tem batidoforte nos últimos tempos.

Toda vez que nós traímos e somos traídos, e nos acostumamos com a situação, matamos e morremos ao mesmo tempo. Ninguém merece viver uma vida medíocre. O mundo está repleto de desapercebidos com o próprio destino. Siga em frente e DESAPEGUE. Isso vale para as pontas do seu cabelo também! Quem se apaga a pontas mortas e duplas com medo de cortar meio centímetro para ter um cabelo melhor, imagina com o resto…

Toda vez que você aceita tudo isso, você aceita matar e morrer, acaba aniquilando com tudo de mais importante na vida. Aceita tudo que há de sombra e recusa tudo que há de luz.

A única sombra que você deve aceitar é aquela que vem acompanhada de água fresca em algum lugar do Caribe. Ou a sombra da Torre Eiffel em Paris. O resto, esqueça!

Matar e morrer ao mesmo tempo, a partir de agora, não mais! Você já está em outro nível, a arena mudou e a batalha é outra.

Aprenda a ser leve, descomplicado e receptivo a tudo de bom. As energias positivas fluem, o universo conspira a favor e a vida próspera acontece.

Pense nisso, mas pense com carinho.

Abraço fortíssimo e vibrações positivas, sempre!

Monique Poaz.

 

 ________

Direitos autorais da imagem de capa: mitarart / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 12/08/2017 às 5:24






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.