ColunistasLei da Atração

Não somos frutos do acaso!

Criacionismo…



Esse não é um texto para provar a existência de Deus para quem não acredita. Deixo isso para os ignorantes de plantão. Sabemos tão pouco da existência de Deus, sabemos tão pouco sobre a razão de existir o mundo como ele é, sabemos tão pouco… Me recuso a acreditar que a vida tenha sido fruto de um acaso, a partir de uma explosão cósmica primordial. E que todas as espécies surgiram de único ancestral primitivo, e se formou e se tornou uma evolução espontânea.

Considero o conceito da Teoria da Evolução até um certo ponto, até crer em um poder maior e substancial de um Deus, que  criou e tornou tudo como é hoje divinamente perfeito.

É fácil imaginar um mundo caótico, que se tornou o que é, difícil é compreender as leis da física e da biologia e restituir um único pensamento que não seja mal compreendido. Existe sim a lei  da gravidade, a lei da atração, a lei da segregação entre genes, essas leis formam um conjunto de fatos, baseados em pesquisas científicas que corroboram uma hipótese.


Mas e quanto a origem da vida? E quanto a nossa origem? Será que surgimos através de primatas? Destituo essa ideia, nem mesmo os maiores evolucionistas conseguem explicar a inconsistência  dos fatos. Existe sempre um porém, um fóssil que não foi encontrado ou um elo perdido entre as espécies.

A perfeição da vida comprova a existência de Deus, sempre caminhando de um nível menor para um mais complexo, sempre aperfeiçoando, sempre moldando cada forma de vida. A terra, o nosso planeta só pode ser fruto de um criador.

O homem foi criado a semelhança de Deus, nós fomos criados semelhantes ao criador. Em termos metafísicos, somos seres dualísticos, onde um corpo se constitui de mente e espírito. A nossa consciência é fruto de uma natureza espiritual a qual ciência nenhuma consegue explicar completamente, o que sabemos é apenas uma concordância.  A manifestação de um agente onipresente se manifesta em todas as formas de vidas e compreensões. Não somos frutos do acaso.

O que nos difere é crer, é acreditar na perfeição de Deus como agente e criador do universo , é crer que a fé é o que nos move, se leis existem, não são frutos do acaso, são fatos  e o criacionismo é uma evidência de um Deus como criador.


E por fim, um dos maiores cientistas renomados da história, com todo seu conhecimento, conciliou ciência a fé, “ Do meu telescópio, eu via Deus caminhar! A maravilha, a harmonia e a criação do universo só pode ter se efetuado conforme um plano de um ser todo poderoso e onisciente” – Isaac Newton.

Relacionamentos passageiros…

Artigo Anterior

Por gentileza, leia esse texto. Obrigada!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.