publicidade

Não subestime minha capacidade de superar! – ( aos que tiveram o coração partido…)

– A nós que, um dia, tivemos o coração partido.

Deixe acender a chama que se apagou dentro de você, aquela que você abafou, sufocou.



Acenda seu coração. Fuja da escuridão. Sim, busque a luz, cristalina e forte, que existia antes dele, do mau amor.

Que se vá. Solte-o. Deixe que lhe abandone, que seja, não seria a primeira vez, é isso que ele faz: foge, ao primeiro sinal de nebulosidade, então, largue-o! Desfaça as amarras, marras, nós, revoltas, só solte. Vá em frente. Siga.

Aceite que ciclos se fecham e novos se abrem, montam-se. Permita-se experimentar o sabor do amor-próprio. Deixe que as mágoas virem malas, feitas e fechadas, despache-as para longe, uma ida sem volta, sem revoltas.

Mau amor, você não me destruiu com seu falso apego, desprenda-se de mim. Não, não vou expor seus podres como da última vez, deixe-me e vá.  Deixo-o ir com cada pedaço seu.


E lhe peço que não subestime o que sou capaz de fazer.  Não subestime minha força, coragem, inteligência. Não subestime minha capacidade de adaptação, de autocontrole.

Minha capacidade de superar a dor, ingratidão e desrespeitos.

Capacidade de jogar fora partes podres de uma vida de ilusão e isolamento, de um faz de contas em que nada acontece.


Sim, eu prefiro a solidão assumida e escancarada, a uma companhia fingida, forçada.

Prefiro acreditar e esperar um amor tranquilo, sincero, amigo e presente. Amor atento, com apoio e remendo.

As cicatrizes ainda estão em carne viva, a febre ainda ruboriza e arde, mas vou sair da escuridão.

Não, não me faça voltar atrás.

Eu sinto que nada pode me derrubar, não mais.

E sabe o cabelo grande que você tanto amava? Eu precisei cortar, eu preciso limpar você da minha vida.

É preciso acreditar que  merecemos a verdadeira felicidade, porque nós merecemos.

As cicatrizes aqui estão para me fazer lembrar de nós.

Em pensar que você teve quase tudo, dói lembrar…

E não consigo parar de sentir

Que nós poderíamos ter tido tudo se você soubesse amar.

Meu coração foi seu, esteve em suas mãos, você brincou, não, você simplesmente o jogou fora.

Mas de agora em diante, não estarei mais pronta para você. Conte apenas consigo mesmo.

Você me ensinou o caminho para que eu me reencontrasse. Transformada, fortalecida. A tristeza vira luz, preciosa, grandiosa.

Desejo que seja feliz!

E que se lembre para sempre: nós poderíamos ter tido tudo.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.