Notícias

‘Não tem como continuar com ele na nossa empresa’

Xand Avião anunciou que DJ Ivis não faz mais parte da Vybbe. A saída do escritório que administra as carreiras de Xand, Zé Vaqueiro, Nattan e Priscila Senna acontece após a divulgação dos vídeos que mostram DJ Ivis agredindo a ex-mulher Pamella Holanda.



“Não admito nem compactuo com nenhum tipo de violência, ainda mais com uma mulher. Nada explica, não tem explicação”, afirmou o cantor.

“Como todo mundo sabe o DJ faz parte da Vybbe, infelizmente, não tem como continuar com ele na nossa empresa”, continuou Xand.

Após a divulgação dos vídeos, Ivis soltou um comunicado dizendo que ele e Pamella não viviam “uma relação saudável há algum tempo”. Em uma série de vídeos divulgados em suas redes sociais, o músico confirmou as agressões e disse que vinha sendo ameaçado, sem detalhar como.


Inicialmente, a Vybbe havia anunciado que o artista tinha sido “afastado de todos os compromissos”, mas, horas depois, Xand confirmou o desligamento do cantor (leia nota no final da reportagem).

Ivis é produtor de Xand Avião desde a época do Aviões do Forró e, neste ano, se lançou como artista, tendo sucesso nacional com músicas como “Volta Bebê, Volta Neném” e “Esquema Preferido”.

Nome forte do forró de teclado, Ivis também produziu o primeiro álbum de Zé Vaqueiro, que estourou com “Letícia”, e tem músicas gravadas por diversos artistas como Barões da Pisadinha e Eric Land.


Xand ainda garantiu que a equipe da Vybbe vai prestar todo o apoio necessário a Pamella e à filha do ex-casal.

Agressões na frente da filha

Vídeos gravados por câmera de segurança interna mostram DJ Ivis agredindo a ex-mulher na frente da filha e de outras duas pessoas.


Não é possível identificar os dias em que as agressões aconteceram, mas a vítima, Pamella Holanda, compartilhou as imagens em rede social neste domingo (11).

Além dos vídeos, Pamella postou fotos de como o seu rosto ficou após as agressões. Depois disso, ela não comentou mais o caso nas redes sociais.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSPDS), Pamella registrou ocorrência de lesão corporal no âmbito da violência doméstica em 3 de junho, no Eusébio, município da Região Metropolitana de Fortaleza.

O inquérito policial foi instaurado, mas não foi possível prender Ivis em flagrante, porque as agressões ocorreram no dia 1º, segundo o órgão público.


A Polícia Civil solicitou ao Poder Judiciário medidas protetivas de urgência em favor de Pamella. Também disse que o caso seguirá em investigação, mas que a polícia ainda não tinha sido apresentada às filmagens das agressões divulgadas neste domingo.

O que diz DJ Ivis

Após a divulgação dos vídeos, DJ Ivis se pronunciou por meio de nota e nas redes sociais. No comunicado, o artista falou sobre o término com Pamella, mas não mencionou as agressões.

“Infelizmente não temos vivido uma relação saudável há algum tempo e já faz uma semana que estamos separados de fato. Estamos tentando de todas as maneiras que tudo isso tenha uma solução. Temos uma filha que não precisa viver no meio de conflitos. Desde a separação, semanalmente, envio um valor para as despesas, já deixei pago pediatra e vacinas da nossa filha”, disse DJ Ivis.


Já em uma série de vídeos publicados numa rede social, o artista confirmou as agressões e disse que vinha sendo ameaçado. Ele não detalhou sobre o teor das ameaças nem os motivos.

“Sempre tentei fazer de tudo para que isso não chegasse ao extremo. E, como eu disse, tenho como provar tudo, nada vai justificar a reação que eu tive, mas não aguentava mais ameaças.”

“Eu não vou ter raiva do que as pessoas estão falando de mim, porque eu não posso. As pessoas estão reagindo ao que estão vendo, mas estão comentando as coisas que não sabem”, continuou.

Quando começou a se defender na internet, o produtor e cantor mostrou a imagem de um Boletim de Ocorrência que fez contra mulher no dia 13 de março.


Segundo o documento, Ivis disse que Pamella “não admite de forma alguma o fim do relacionamento” e que “a mesma ameaça se jogar do condomínio e sumir com a filha menor”.

“Saí de casa e tenho assumido todas as despesas da filha. Foi feita a denúncia, mas ainda não fui ouvido. Tudo será devidamente provado e esclarecido com o tempo”, complementou o artista, que é paraibano, mas mora no Ceará.

Íntegra da nota da produtora Vybbe

“Diante dos últimos acontecimentos, queremos deixar claro que a Vybbe repudia todo e qualquer tipo de agressão. Assim como vocês, também fomos surpreendidos com os vídeos postados nas redes sociais. Diante disso, informamos que o DJ Ivis foi imediatamente afastado de todos os compromissos. Acompanharemos com atenção os desdobramentos deste caso. A Vybbe reitera seus valores de respeito às mulheres, presta solidariedade a todas as vítimas de violência e orienta que denunciem todo e qualquer episódio vivido ou presenciado pelo número 180”.


Cãozinho idoso, cego e sem uma pata consegue ser adotado após 10 anos em abrigo

Artigo Anterior

Menina de 4 anos é baleada e morta durante briga de vizinhos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.