4min. de leitura

Narcisismo além do espelho – tudo na vida é uma questão de equilíbrio!

O termo narcisismo refere-se a uma história da mitologia grega.

Narciso era uma criança muito bonita e admirada por sua mãe que, preocupada com tanta beleza, resolveu levá-lo até um sábio. Foi dito que Narciso teria uma longa vida apenas se jamais visse sua própria imagem.



Porém, certa vez, ele viu sua imagem em um lago de águas cristalinas e apaixonou-se pelo seu reflexo. Fascinado, mergulhou para tocá-la e desapareceu nas águas.

Ao assistir essa semana o vídeo “Narcisismo Para Além do Espelho”, no canal Filosofia Da Psique, no youtube, constatei que esse mito faz com que as pessoas liguem o termo narcisismo apenas à ideia do reflexo da própria imagem. Porém, de acordo com Freud, essa é uma ligação muito superficial.

Existem manifestações narcisistas mais extremas do que a admiração pela própria fotografia ou reflexo no espelho.

Essas manifestações são completamente naturais, como, por exemplo, orgulho exacerbado dos pais pelas atividades dos filhos (pois a imagem dos pais é projetada nos filhos), admirar as próprias obras, como a criação de qualquer projeto, etc.


Para Freud, todos nós temos certo grau de narcisismo. É um aspecto fundamental para o amor próprio, que nos constrói como pessoas. Existem várias manifestações narcísicas que fazemos diariamente e que passam despercebidas. O problema é o exagero em admirar a própria imagem, assim como as próprias criações, que leva às dificuldades nos relacionamentos.

Para Heinz Kohut, o narcisismo é uma fase do desenvolvimento normal do ser humano, podendo evoluir de forma saudável ou patológica. Para ele, os narcisistas necessitam espelhar-se e idealizar os outros. São pessoas que se queixam de sentimentos de um vazio dilacerante, depressão ou insatisfação nos relacionamentos, além de se caracterizarem por uma autoestima muito vulnerável. São altamente sensíveis ao descaso de pessoas próximas como amigos, familiares e companheiros.

Já na perspectiva de Alexander Lowen, o narcisismo “indica uma perturbação da personalidade caracterizada por um investimento exagerado na imagem da própria pessoa à custa do eu”.

As pessoas perdem o contato com o próprio “ser” e buscam reconhecimento no outro, através de uma imagem idealizada. Como se a imagem corporal fosse resultado da vida social.


Existem várias visões acerca do narcisismo. Portanto, é um assunto complexo que vai muito além das postagens diárias das próprias fotos nas redes sociais. Compreende desde uma característica comum e primordial para o amor-próprio, até o distúrbio patológico onde se identifica os narcisistas perversos, dentro da psicopatia.

Tudo na vida é questão de equilíbrio. É extremamente importante admirar o que nos reflete, mas com o cuidado de não achar feio tudo aquilo que não é espelho.

____________

Direitos autorais da imagem de capa: theartofphoto / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.