Notícias

Estudo mostra que mulheres precisam dormir mais que homens. O cérebro feminino trabalha mais!

Foto: Freepik
sonocapa

Os minutos a mais de sono fazem diferença para as mulheres, que precisam dormir mais que os homens, segundo pesquisa.

A rotina diária, às vezes, pode ser muito corrida e cansativa ao final do dia, por isso, é fato que todo mundo precisa dormir e descansar para manter a saúde e qualidade de vida. Mas será que são os homens ou as mulheres que precisam de mais tempo de sono?

Segundo o Daily Mail, o professor Jim Horne, diretor do Centro de Pesquisa do Sono da Universidade de Loughborough e autor do livro “Sleepfaring: A Journey Through The Science Of Sleep”, diz que são as mulheres que precisam de mais tempo de sono, mais precisamente 20 minutos a mais de olhos fechados do que os homens. Em seu livro, Horne se baseia nas últimas pesquisas em psicologia, fisiologia cerebral, medicina e vários outros fatores sociais que contribuem para os problemas do sono, revelando o que a ciência descobriu sobre isso.

Uma das principais funções do sono é fazer com que o cérebro se recupere e se repare, por isso, o professor, especialista em sono, explica que as mulheres precisam dormir mais por causa do cérebro ocupado e multitarefa. Segundo Horne, durante o sono profundo, o córtex se desconecta dos sentidos e entra no modo de recuperação, então, quanto mais o cérebro for usado durante o dia, mais ele precisa se recuperar.

cerebro scaled

Direitos Autorais: Reprodução/Freepik

Como as mulheres são mais flexíveis e tendem a fazer diversas coisas ao mesmo tempo, o cérebro delas é mais usado, por isso que o tempo maior de sono é necessário. Por outro lado, o homem que tem trabalhos mais complexos, que envolvem tomadas de decisões, também pode precisar de mais sono do que o homem médio, embora provavelmente não tanto quanto a mulher.

Quantidade de sono pode variar

Conforme relato ao Daily Mail, o professor Jim Horne explica que, em média, o adulto precisa de 6 a 8 horas de sono por dia, porém, as necessidades individuais diferem muito, pois alguns podem sobreviver facilmente dormindo apenas 6 horas, já outros não. Por isso, é muito importante que as pessoas durmam o suficiente para se sentirem bem e não sonolentas durante o dia.

Estudo da Carolina do Norte

Por meio de um estudo realizado na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, cientistas descobriram que as mulheres sofrem mais com a falta de sono do que os homens. Segundo a American Academy of Sleep Medicine, isso ocorre em parte porque o sono das mulheres geralmente é mais leves e facilmente perturbado do que comparado aos homens.

couple sleeping bed bedroom scaled

Direitos autorais: Reprodução/ Freepik

Feito pelos cientistas Dr. John Malouf e Allegra Boccabella, o principal objetivo da pesquisa foi compreender as diferenças funcionais entre os sexos. Foram 744 pacientes que receberam cuidados relacionados ao sono, em 7 consultórios particulares na Austrália, entre abril de 2013 e janeiro de 2015, preenchendo uma variedade de questionários relacionados ao sono.

Assim, o estudo mostra que as mulheres são mais propensas até mesmo a ter sintomas mais graves de depressão, como problemas para dormir à noite e sonolência diurna excessiva. Por conta da sonolência ou cansaço, elas têm mais dificuldade de se concentrar e lembrar das coisas.

pexels ivan oboleninov 935777 scaled

Direitos Autorais: Reprodução/Pexels

O co-autor Dr. John Malouf, fundador da clínica do sono SleepGP, na Austrália, afirma que a descoberta mostra que as mulheres são mais propensas a terem distúrbios de sono. Já Allegra Boccabella, principal autora e também pesquisadora associada à clínica SleepGP, diz que os resultados foram surpreendentes, pois enquanto homens e mulheres apresentavam idade semelhante, os sintomas e efeitos em suas vidas eram diferentes.

Os resultados do estudo foram publicados no dia 15 de maio, no Journal of Clinical Sleep Medicine.