Nem todas as mulheres são meigas, singelas e delicadas.

4min. de leitura

Parece que algumas de nós já vieram de fábrica com uma estrutura diferente, reforçada, como se a lapidação da vida à qual seremos submetidas, já estivesse programada.



Essas mulheres não se enquadram em padrões, em modelos genéricos ou em estruturas pré-fabricadas.

Suas roupas precisam de ajustes porque seus corpos ocupam espaços diferentes; as unhas não combinam “quadradinhas” e nem gostam delas compridas. Seus pés são proporcionais aos grandes passos que dão e os braços, longos o suficiente para abraçarem inúmeras causas, com as quais se identificam durante sua trajetória, sem que um novo projeto exclua outro anterior.

Seus ossos são largos porque precisam ter uma fundação reforçada, para carregar a própria vida e a de todos que enxergam nelas um porto seguro – e não são poucos os barcos que chegam para buscar reforço. Porém, isso é um prazer para elas! Procuram ser o farol que guia rumo a águas calmas aqueles perdidos em turbulentas correntes de dor, de solidão, de dificuldades ou da simples tormenta de existir.

Entretanto, sua dureza externa é uma carcaça para proteger um interior de sensibilidade apurada e detalhista. Não existe olhar que passe despercebido, nem um suspiro fora de ritmo ou uma perna vibrando em desespero. Mas essa capacidade foi desenvolvida sob muitas marteladas e pressão intensa. São histórias profundas e complexas, que acrescentam diariamente quilates no valor dessas criaturas. Contudo, dói.


Sua autossuficiência é resultado de anos e anos de falta de algum lugar seguro e confortável para onde pudessem voltar. Naquele momento decisivo, em que podemos escolher simplesmente afundar (e todos temos esses momentos na vida), elas preferem construir seu próprio cais, remendar seus corações cheios de corrosão e fazer do seu tempo nesse mundo algo memorável. Esse desejo de jamais afundar, na verdade parece algo estrutural mesmo. Até quando tentam se largar, não afundam: essa não é sua natureza!

Já diz um ditado popular: a mesma água que amolece a batata, endurece o ovo. Não importa o que acontece ao seu redor, mas sim do que você é feito!

Você se identifica? Conhece alguém que se encaixa nesse perfil?


Contudo, se você foi escolhido para ser um pedaço da vida dessa mulher (sim, um pedaço – pois quando ela quer alguém em sua vida, essa pessoa se torna parte vital dela), não é porque ela precisa de você, da sua amizade ou do seu amor. Ela apenas QUER VOCÊ PERTO DELA porque te admira, considera suas palavras e seus pensamentos. Isso é um privilégio que, se for desprezado, ela é capaz de cortar sua própria carne para lhe arrancar e nunca mais repor aquela falta – é assim, olhando diariamente para esse buraco, que ela aprende a não cometer novamente o erro de se abrir para quem não merece.

Todavia, se você for puro, real e correto, terá a mais fiel e guerreira das pessoas ao seu lado. E será eterno.

_______________

Direitos autorais da imagem de capa: alanpoulson / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 02/05/2017 às 4:23






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.