publicidade

Nem tudo o que as pessoas mostram nas redes sociais é real

Quanto tempo você gasta nas redes sociais? Ou melhor, quanto tempo você gasta vendo o feed do Instagram? E os stories daquela blogueira que tem a vida dos sonhos? Quem nunca?



Antigamente, eu achava que era besteira e que eu jamais cairia nessa. Engano meu. Aliás, é algo que pega muitas pessoas (principalmente os jovens).

Quanto tempo você gasta nas redes sociais? Ou melhor, quanto tempo você gasta vendo o feed do Instagram? E o os stories daquela blogueira que tem a vida dos sonhos? Quem nunca? Pois é. É exatamente o que eu quero expor aqui nessa publicação.

O que é mais estranho para mim é que ninguém se compara quando a Angelina Jolie publica uma foto em uma rede social. Você sabe que a vida dela é uma realidade bem diferente, até mesmo de muitos milionários brasileiros.

Mas a pergunta que não quer calar é: “Por que as redes sociais afetam a vida de tantas pessoas?”

Por mais que a pessoa não se compare a outra, muitos perdem tempo vendo a vida de influenciadores digitais. Você não sabe se a pessoa usou algum aplicativo ou se pagou alguém para editar aquela foto tão perfeita.


A jovem australiana Essena O’Neil contou um pouco sobre esse mundo. A blogueira fala como esse mundo é artificial. Ela conta que as influenciadoras têm a vida normal, como a de qualquer outra pessoa (pode não ser em relação à conta bancária, mas em relação a sentimentos, personalidades, TPM) e muitas escondem essas coisas e só colocam as coisas boas (quando não escondem algo) que estão vivendo.

Eu não estou dizendo que tem que ser proibido as pessoas mostrarem os momentos de felicidade, os lugares bacanas que elas visitam etc. Eu quero ajudá-lo a pensar fora da caixa.

Nós estamos condicionados a abrir os aplicativos e esquecer da vida quando estamos lá. Isso é natural. O problema é quando você não sabe administrar o seu tempo. Outro dia, eu li uma matéria que dizia que o Instagram é a rede social mais nociva à saúde mental. Não é difícil de imaginar o porquê disso.


Para completar, vivemos uma geração em que as pessoas estão mais presentes no WhatsApp do que nas suas próprias casas. Você pode achar isso comum, mas além de comum, é um absurdo!

Às vezes, estamos conversando no grupo do WhatsApp, e quando vemos, já se passaram duas horas. Isso me deixa mal. Eu sei que é só eu ter a escolha de sair do aplicativo e fazer outras coisas. Mas você que usa o WhatsApp, diga-me. É algo fácil? E em relação ao feed do Instagram?

Não preciso nem comentar. Você pode achar que eu falei de duas coisas diferentes aqui, mas uma está ligada a outra.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.