Comportamento

Neymar e Mbappé se unem numa luta sem precedentes contra o racismo na Liga dos Campeões

Durante o jogo, uma ofensa racista pronunciada por um dos árbitros uniu ambas as equipes, que se recusaram a voltar para o campo.



Dentro do campo não existe essa de coleguismo, dentro da competição de clubes mais importante da Europa só existe uma coisa que move jogadores em torno de uma causa: vencer e superar o adversário.

Cada equipe entra pensando apenas em sair com a vitória. Muitas vezes, essa obsessão faz as pessoas pensarem que não há espaço para a solidariedade, para o humanismo nem para gestos de gentileza e até mesmo resistência.

Nesta semana, o jogo entre Paris Saint Germain e Istanbul entrou no panteão das partidas memoráveis. Não foi porque a torcida deu um show, pelo contrário, já que ela está impedida de ir ao estádio, nem porque o jogo foi dos mais emocionantes dos últimos tempos, mas sim pelo fato de dois times se unirem contra uma injustiça.


Durante a partida, o árbitro reserva pediu a expulsão de um jogador do Istambul e disse ao principal para expulsar “aquele negro ali”.

Revoltados, os companheiros dele se negaram a continuar jogando e enfrentaram os juízes da partida. Em solidariedade ao colega injustiçado, os jogadores do PSG também entraram nos protestos e disseram que não jogariam enquanto o árbitro reserva estivesse atuando.

Neymar e Mbappé, os dois principais jogadores do PSG e do mundo, lideraram a equipe agora em um ponto crucial fora de campo. O brasileiro postou no Instagram imagens orgulhosas da defesa dos ideais que para ele são essenciais nos dias de hoje.

Nas redes sociais, Neymar postou uma foto enaltecendo a frase: “Vidas negras importam.” Mbappé, outro jogador de destaque na retirada do PSG da partida, também postou foto do momento inédito em que os jogadores se ajoelharam em conjunto e a protestar contra o que haviam vivido.


A partida que deveria ser disputada na terça-feira, foi adiada e retomada no dia seguinte, na quarta-feira. E o jogador expulso, que havia sido ofendido, teve o cartão vermelho retirado pela organização do jogo.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@neymarjr e @k.mbappe.

Na volta do jogo, durante a execução do hino da competição, as duas equipes deram uma segunda demonstração de união. Um a um, os jogadores de cada time se intercalaram e ajoelharam em sinal de respeito ao que haviam testemunhado um dia antes.


 




Ver essa foto no Instagram


 

Uma publicação compartilhada por Esporte Interativo (de 🏠) (@esporteinterativo)

Alguns atletas até levantaram os punhos em protesto, enfatizando a luta contra o racismo. No final, o PSG venceu, com três gols de Neymar.

Dentro de campo, cada equipe buscou seu objetivo, como qualquer disputa saudável deve ser, sem nenhum tipo de ofensa, mas com espírito esportivo e de justiça.

Cadelinha amorosa anda pela rua distribuindo abraços a todo mundo!

Artigo Anterior

Homem se emociona ao ver família comendo sobras no lixo e oferece refeições grátis para pessoas carentes

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.