Nós somos muito suscetíveis a influências das pessoas que nos cercam. Nós nos tornamos parte de nosso ambiente mais próximo, e ninguém está imune às influências de nosso próprio mundo – nossos amigos, nossa família, nossos colegas de trabalho, a TV, os jornais, o rádio, os livros e as revistas que lemos. Não tente se enganar, pensando que você está imune às coisas e às pessoas em sua vida.



Nossos pensamentos, sentimentos, ações e metas estão sendo constantemente moldados por aqueles e por aquilo com que convivemos. Veja um exemplo: você começa num novo emprego e faz seus 10 minutos habituais de intervalo para o café, enquanto seus colegas de trabalho param por meia hora. Pode ter certeza que, em duas semanas, você vai fazer paradas de 20 minutos; e, um mês depois, também vai tirar meia hora de folga. Ou seja, você adotará a mesma atitude de seus colegas de trabalho.

Uma das coisas mais fascinantes a respeito do ser humano é o fato de, na maioria dos casos, não perceber que há mudanças acontecendo em nossa volta. É como voltar à poluição urbana depois de passar algumas semanas em meio ao ar puro. Só assim percebemos o quanto estamos acostumados com o mau cheiro.

Andando com pessoas críticas, aprendemos a criticar. Vivendo em meio a pessoas felizes, aprendemos a respeito da felicidade. Ao andar com pessoas complicadas, a vida se torna confusa. Já a companhia de entusiastas nos deixa entusiasmados. Os aventureiros nos ajudam a abraçar aventuras; os prósperos nos inspiram a alcançar prosperidade.


Isso tudo quer dizer que precisamos decidir o que queremos da vida, para então escolhermos nossas companhias de acordo com nossas decisões. Você poderá muito bem dizer: “Isso vai dar trabalho. Não será muito agradável. Posso ofender algumas de minhas companhias atuais”. Pode ser. Mas a vida é sua!

Em poucas palavras: se você for sério quanto a mudar sua vida, seja sério quanto a mudar o que o cerca.

 

Andrew Matthews


Após ter casamento cancelado, casal oferece festa para moradores de rua

Artigo Anterior

Para ter prosperidade você precisa pensar diferente

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.