Ninguém tem autoridade para julgar ninguém!

Nos dias de hoje temos que nos habituar diariamente a ouvir as pessoas julgando alguém. Muitas vezes estas pessoas começam com a frase mais clichê “ Eu não tenho nada contra, mas…”  Sinceramente essas são as palavras mais sem lógica que eu conheço.



Estas pessoas julgam as outras por terem gostos, atitudes ou personalidades distintas das delas, mas se elas podem ter sua própria opinião por que as outras não? O que essas pessoas não entendem é que todos têm os mesmos direitos.

O que não dá para compreender é o que essas pessoas ganham quando apontam o dedo para alguém. O que altera na vida delas se Maria gosta de Joana, se José gosta de usar rosa ou se a Ana tem o cabelo azul? Sinceramente não muda nada.

O respeito entre as pessoas foi atropelado pela arrogância e falta de educação que muitas pessoas acham que é uma qualidade. Me desculpe acabar com a ilusão de algumas pessoas que consideram julgar um ato certo, pois o correto mesmo é respeitar a diferença. O mundo está precisando de um dilúvio de amor ao próximo, pois estamos realmente desprovidos dessa virtude.


O que muitos não entendem é que a partir do momento que você julga um dia você será julgado. E será que estar no papel de quem é julgado é tão gostoso quanto estar no papel de quem julga? Acredito que não.

Ninguém tem autoridade para julgar ninguém, pois todos nós temos erros e defeitos e continuamos sendo primeiramente humanos.

E do que seria do mundo se não existisse a diversidade? O que seria do azul se todos gostassem do verde?


Todos nós temos direitos de ser quem somos e gostar do que nos faz bem. O que realmente não caí bem é julgar, pois a única vibração que atraímos é a negativa e afastamos ainda mais as pessoas do nosso círculo.

O bom mesmo é viver feliz e não precisar olhar para a felicidade alheia.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.