4min. de leitura

NINGUÉM VIVE MEUS SENTIMENTOS, CALÇA MEUS SAPATOS OU ESTÁ COM MEU CORAÇÃO!

Já perdi o rumo. Fiquei a deriva. Fiz torcida para o acaso. Desenhei a minha rota. Tive fé. Perdi o foco. Senti inveja. Recalque. Segui estrelas. Me encontrei. Premeditei. Foi tudo caos. Expectativa. Euforia. Felicidade. Fui calmaria em dia de tempestade. Tomei uma dose de medo. Perdi o enredo. Sofri de excessos. Angústia com vodca misturei. Caí. Levantei. Relevei. Bebi demais. Sóbria demais. Comprei. Nunca experimentei. Necessidade. Impulso. Tristeza. Senti a realeza. Leveza.


Colori e floreei. Já falei a verdade. Verdade mal dita. Não deveria ser dita. Mentira bem dita. Maldita. Fiz alarde. Chutei o balde. Só olhei. Mirei. Errei e acertei. Já chorei e também vinguei. Paralisei. Tive vontade de bater. Sair e também correr. Escrevi versos e rasguei. Bati. Coisas quebrei. Me entreguei. Perdoei. Perdi o jogo. Fui fogo. De palha. Em brasa.  Sofri de transtornos entre coração e razão. Já pedi perdão. Desejei dormir por dias inteiros. Ser marinheiro. Virar caminhoneiro.

Já disse nunca. Paguei língua. Falei o que não devia. Escutei mais do que podia. Fiz juras de amor. Arrependi. Desejei. Sofri de saudade. Vontade. De amor. Fiz luto. Fui dura. Irredutível. Já fiz chorar. Sofrer. Voltei atrás. Corri atrás. Provoquei risadas. Gargalhadas. Fui aluna aplicada. Matei aula. Colei. Simplesmente não me importei. Passei. De vermelho já pintei. Alisei. Enrolei. Cortei. Despenteei.

Fui embora sem despedir. Voltei. Me perdoei. Fiquei enrolada. Impregnada. Não sigo previsão alheia. Não leio horóscopo semanal. Fui na cartomante. Já tomei calmante. Fui amante. Acreditei. Comprei conselhos. Paguei para ver. Amanhecer. Anoitecer. Quebrei a cara. Paguei. Vibrei. Trabalhei. Saí do emprego. Dura fiquei. Rezei. Não tive coragem de ligar. De atender. Esbravejei. Calei. Fiz tempestade em copo d’água. Desdenhei.


Pensei em ter feito medicina. Engenharia. Psicologia. Sinto muito. Odeio matemática. Estatística então. Se não fosse de Deus. Não teria passado não. Pressão. Medo de injeção. Remédio. Que  tédio. Já caminhei descalça. Em pedras. Em nuvens. Ser andarilho sonhei. Já me senti feia. A mais bonita. Chata. Engraçada. Desengonçada. Tive amores. Tatuagens. Tinta. Borrão. Giz e tempestade.

Quem nunca?  Quem nunca errou. Sequer falhou. Sua vida pelo televisor só olhou. Não sabe falar quem você é. Só fala do que tem. Da vida de alguém. Seus conselhos não me convém. É coadjuvante. Nem um pouco motivante. Sinto muito. Ainda não viveu. De viver se esqueceu.

A vida é feitas de escolhas, a gente erra e também acerta. Tenho hematomas. Muitas histórias. Fotografias e recordações. Dores e flores. Sou autor no palco da vida. Isso deixa a tranquilidade de ser. De viver.


O que você acha é somente a sua opinião. Ninguém vive meus sentimentos, calça meus sapatos e nem está com o meu coração. Quero viver com emoção.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.