Animais

No Brasil, Nestlé permite que funcionários levem seus pets para o trabalho a semana toda!

Foto: Reprodução
capa site No Brasil Nestle permite que funcionarios levem seus pets para o trabalho a semana toda

Vendo os funcionários voltarem do home office, a empresa decidiu deixar esse momento ainda mais atraente para aqueles que ficavam em casa na companhia de seus amigos peludos.

Uma das coisas que mais entristecem um tutor de animal é quando precisa sair para trabalhar, deixando o melhor amigo de quatro patas para trás. Ainda que exista espaço, que deixe o pet num ambiente para animais, não importa qual a alternativa, sempre aquela sensação de “abandono” percorre o corpo.

Isso porque, durante boa parte do período da atual pandemia, grande parte das pessoas trabalhou em regime home office, podendo fazer companhia para os pets durante o dia todo. Com a vacinação em massa e consequentemente a diminuição do número de óbitos, o retorno ao trabalho presencial foi o caminho mais viável.

De acordo com reportagem publicada no próprio site da Nestlé Brasil, uma das alternativas que a empresa encontrou para essa volta ao escritório ser mais suave foi permitindo aos funcionários levarem seus pets para o trabalho. Desde o dia 10 deste mês, a regra está valendo, todos podem levar seus animais de estimação para passar a jornada inteira com eles, todos os dias da semana.

Parece um sonho para os amantes de animais, não é mesmo? Os peludos ainda ganham crachás, e a empresa adaptou o espaço para recebê-los, mas não apenas isso, existe também uma separação para aqueles que não se entendem muito bem com os animais ou se desconcentram facilmente. Ou seja, o vice-presidente de recursos humanos da Nestlé Brasil, Enrique Rueda, garante que não é uma bagunça.

2 No Brasil Nestle permite que funcionarios levem seus pets para o trabalho a semana toda

Direitos autorais: Reprodução

Além disso, a política da empresa permite o trabalho híbrido e flexível, oferecendo 60% de trabalho presencial e 40% em casa, mas ainda assim os pets não compreendem essa contagem do tempo. Para isso, decidiu ampliar uma iniciativa, a “Pets at work”, que ocorria apenas em datas eventuais e marcadas com antecedência.

Antes da pandemia, o home office era encarado também como um benefício pontual dentro das empresas, com um ou dois dias na semana, ou que alguns funcionários poderiam acessar. Agora é parte do modelo de trabalho, e esse é o segredo para que grandes talentos permaneçam na empresa, porque veem seus desejos sendo realizados ao mesmo tempo que a flexibilidade é uma constante.

3 No Brasil Nestle permite que funcionarios levem seus pets para o trabalho a semana toda

Direitos autorais: Reprodução

Da mesma forma que o home office se integrou ao modelo de trabalho, benefícios mais casuais e pelo bem-estar dos funcionários, como o pet day, devem ganhar força nesse novo momento. “A gente sabe hoje que os pets são parte da família. Trazê-los para dentro da empresa é uma continuidade das transformações.”

Segundo a pesquisa Radar Pet 2021, o número de animais de estimação nos lares brasileiros cresceu 30% na pandemia. E tanto os pets quanto seus tutores se acostumaram a trabalhar juntos em casa. Além disso, os animais já são empregados com frequência em tratamentos de doenças graves, por isso os benefícios não podem ser negados na relação entre eles e seus tutores.

4 No Brasil Nestle permite que funcionarios levem seus pets para o trabalho a semana toda

Direitos autorais: Reprodução

Na ânsia de deixar o trabalho presencial mais atrativo, as transformações no mercado de trabalho têm mostrado que as empresas precisam mais do que se inovar, precisam abraçar as oportunidades e as dicas que o próprio público dá.

Críticas

Nas redes sociais, o público recebeu com afeição a proposta, mas muitos usuários, principalmente mulheres, reforçaram que antes de criar um escritório adaptado para receber animais, seria preciso criar estratégias que tornassem viável o trabalho das mães, principalmente as solo. Alguns explicaram que a implementação de creches nos escritórios, por exemplo, seria uma opção mais interessante em um primeiro momento.

0 %