Nossa Senhora de Fátima, uma senhora mais brilhante que o sol!

O mistério que ronda a história de Nossa Senhora do Rosário se deve ao segredo revelado à Lúcia, em sua terceira aparição, constituído de três partes e anunciado em suas aparições posteriores. 



No dia 13 de maio, é celebrado o dia de Nossa Senhora de Fátima, umas das invocações atribuídas à Virgem Maria mais conhecida no mundo. Mas você conhece sua história?

Suas aparições na cidade de Fátima, em Portugal, trouxeram conforto à população mundial através de mensagens divinas de paz e esperança, em um momento muito conturbado. Porém, não se pode ignorar que a manifestação de Nossa Senhora de Fátima é cercada de mistérios, segredos e simbolismos.

Para conhecer cada detalhe desta história, explicamos aqui suas aparições e o contexto em que elas estavam inseridas. Além disso, você confere o significado dos símbolos da imagem e aprende uma oração para rezar em momentos de desamparo.


Apesar de a primeira aparição datar de 13 de maio de 1917, sua história começa oito dias antes. No dia 5, o papa Bento XV convoca todos os católicos para rezarem à Nossa Senhora, pedindo paz em meio à Primeira Guerra Mundial.

Foi então que, como resposta, a santa apareceu no pequeno vilarejo de Fátima, em Portugal, para três crianças em um campo. Francisco, Jacinta e Lúcia (conhecidos como “os três pastorinhos”, pois cuidavam de um rebanho de cordeiros), como de costume, pararam para rezar o terço.

Nesse momento, eles avistaram um clarão e um relampejar, como se fosse chover. Porém, um segundo clarão em cima de uma azinheira (árvore) iluminou a imagem de “uma senhora mais brilhante que o sol”, como relataram as crianças.


Para acalmá-los, a santa lhes avisou para não terem medo, porque ela vinha do Céu com uma mensagem muito importante. Por isso, pediu que eles fossem ao mesmo local, todo dia 13, durante alguns meses.

Segurando um rosário, Nossa Senhora apareceu como uma jovem de rosto divino e sereno, do qual irradiavam feixes de luz. Antes de ir embora, ela disse às crianças: “Rezem o terço todos os dias para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra.”

Infelizmente, a população da aldeia de Fátima não acreditou nos três pastorinhos, que sofreram acusações e perseguições. No entanto, durante os meses que se seguiram, a santa fez o prometido e apareceu-lhes com sua imagem celestial e sua mensagem de paz na Terra.

Desse modo, na sua segunda manifestação, apenas cinquenta pessoas estavam à sua espera. Mas com a comprovação da sua aparição, as pessoas começaram a renovar suas crenças na Virgem Maria, tanto que, na última vez que ela apareceu, em 13 de outubro, havia nada mais, nada menos do que 70 mil pessoas no lugar.

Foi nessa aparição que aconteceu o “milagre do sol”, no qual o sol surgiu do meio de nuvens negras e começou a girar, como em uma dança. No mesmo dia, os peregrinos conheceram a santa por sua real invocação: a Senhora do Rosário. A seu pedido, no local em que ela se manifestava, foi construída a capela e o Santuário de Nossa Senhora de Fátima.

Você deve estar se perguntando o que aconteceu com os três pastorinhos depois dessa experiência, não é mesmo? Lamentavelmente, Jacinta e Francisco sucumbiram à gripe espanhola que acometeu a Europa, no ano seguinte, em 1918. Já a menina Lúcia seguiu o caminho de fé, ingressando no convento das Irmãs Doroteias.

O mistério que ronda a história de Nossa Senhora do Rosário (de Fátima) se deve ao segredo revelado à Lúcia, em sua terceira aparição, constituído de três partes e anunciado em suas aparições posteriores.

Há uma polêmica que diz que, na verdade, trata-se de três segredos distintos, uma vez que as duas primeiras partes foram reveladas apenas em 1941, em um documento redigido por Lúcia. Porém, a terceira e última parte só foi escrita por Lúcia três anos depois, em 1944, e revelado em 2000.

Aliás, a revelação da terceira parte protagoniza um grande mistério na história da religião católica, isso porque, ao entregar o envelope com o último trecho do segredo ao bispo de Leiria, Lúcia alerta que ele só poderia ser aberto após 1960, pois a humanidade não estaria preparada para entender a sua mensagem divina.

Primeiro segredo

Segundo Lúcia, a primeira parte do segredo foi o retrato do inferno, por isso todos ficaram muito assustados, mas a santa os acalmou avisando os levaria para o Céu.

Abaixo, o segredo:

Nossa Senhora mostrou-nos um grande mar de fogo que parecia estar debaixo da terra. Mergulhados nesse fogo, os demônios e as almas, como se fossem transparentes e negras ou bronzeadas, com forma humana, que flutuavam no incêndio levadas pelas chamas que delas mesmas saíam, juntamente com nuvens de fumo, caindo para todos os lados, semelhante ao cair das fagulhas em grandes incêndios, sem peso nem equilíbrio, entre gemidos e gritos de dor e desespero, que horrorizavam e faziam estremecer de pavor.

Os demônios distinguiam-se por formas horríveis e asquerosas de animais espantosos e desconhecidos, mas transparentes e negros.

Esta vista foi por um momento, e graças à nossa boa Mãe do Céu, que antes nos tinha prevenido com a promessa de nos levar para o Céu (na primeira aparição)! Se assim não fosse, creio que teríamos morrido de susto e pavor. 

Segundo segredo 

Depois de mostrar a imagem assustadora do inferno, na primeira parte do segredo, a Virgem traz o amor divino e a devoção ao Coração Imaculado de Maria, como formas de salvação. 

Leia a segunda parte do segredo abaixo: 

Nossa Senhora me disse que nunca me deixaria e que Seu Imaculado Coração seria o meu refúgio e o caminho que me conduziria a Deus. E foi ao dizer estas palavras que abriu as mãos, fazendo-nos penetrar no peito o reflexo que delas expedia.

Parece-me que, neste dia, este reflexo teve por fim principal infundir em nós um conhecimento e amor especial para com o Coração Imaculado de Maria, assim como das outras duas vezes o teve, me parece, a respeito de Deus e do mistério da Santíssima Trindade. Desde esse dia, sentimos no coração um amor mais ardente pelo Coração Imaculado de Maria.

Terceiro segredo

O misterioso terceiro segredo é objeto de muita polêmica, isso porque alguns religiosos afirmam que se trata de um alerta contra o avanço do comunismo ateu, principalmente na Rússia, enquanto outros falam de uma possível terceira guerra mundial.

De qualquer maneira, a Igreja defende que a última parte do segredo de Fátima representa uma visão profética do enorme sofrimento que assola as pessoas sem fé. Dessa maneira, torna-se importante a busca por uma evolução espiritual mais próxima a Deus.

Eis abaixo o terceiro e último trecho do segredo de Nossa Senhora do Rosário:

Depois das duas partes que já expus, vimos ao lado esquerdo de Nossa Senhora, um pouco mais alto, um anjo com uma espada de fogo na mão esquerda. Ao cintilar, dispendia chamas que pareciam incendiar o mundo, mas apagavam-se com o contato do brilho que da mão direita expedia Nossa Senhora ao seu encontro:

O anjo, apontando com a mão direita para a Terra, com voz forte, disse: “Penitência, penitência, penitência!” E vimos numa luz imensa que é Deus: algo semelhante a como se veem as pessoas num espelho, quando lhe passam por diante, um bispo vestido de branco. Tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre.

Vários outros bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas subir uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos, como se fora de sobreiro com a casca; o Santo Padre, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade meio em ruínas, e meio trêmulo, com andar vacilante, acabrunhado de dor e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho. Chegado ao cimo do monte, prostrado de joelhos, aos pés da grande Cruz, foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam vários tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo, uns atrás dos outros os bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas, e várias pessoas seculares: cavalheiros e senhoras de várias classes e posições.

Sob os dois braços da Cruz estavam dois anjos, cada um com um regador de cristal na mão, neles recolhiam o sangue dos mártires e com ele regavam as almas que se aproximavam de Deus.

Oração a Nossa Senhora de Fátima

Santíssima Virgem,

que nos montes de Fátima

vos dignastes revelar a três pastorinhos os

tesouros de graças contidos na prática do vosso Santo Rosário,

incuti profundamente em nossa alma o apreço em que devemos ter esta devoção,

a vós tão querida, a fim de que, meditando os mistérios da Redenção,

que neles se comemoram, nos aproveitemos de seus preciosos frutos

e alcancemos a graça [fazer o seu pedido]

que vos pedimos, se for para a glória de Deus e proveito de nossas almas.

Assim seja.

Pai-nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai.

Significados da imagem

Não são apenas suas aparições e segredos que despertam o interesse dos devotos de Nossa Senhora de Fátima, mas também os sagrados significados escondidos em cada detalhe de sua imagem.

A túnica e o manto brancos

Nossa Senhora aparece vestida com uma túnica branca, simbolizando a sua pureza. Já o manto branco, com detalhes amarelos, remete à Igreja Católica, por isso, Nossa Senhora também é conhecida como Mãe da Igreja.


O terço

Em sua imagem, a santa segura um terço que representa um forte símbolo de fé. Além disso, no momento em que ela aparece pela primeira vez, os três pastorinhos estavam rezando o terço, como de costume. E lembre-se que o seu pedido foi para que rezassem o terço todos os dias, assim alcançariam a paz e o fim da guerra.


A árvore azinheira

Como você viu na história, a Virgem apareceu no topo de uma azinheira, árvore frequentemente encontrada na região de Fátima. O motivo de ela aparecer em cima dessa árvore remete ao fato de a sua manifestação celeste acontecer sobre um ser vivo, ou seja, representa a vida que vem de Deus.


A nuvem

Na imagem da santa, ela tem aos seus pés uma nuvem, que significa que, mesmo estando na Terra, Nossa Senhora continua no Céu. Além disso, esse símbolo reforça que sua aparição foi uma manifestação celestial.


12 estrelas em volta da cabeça

É possível ver 12 estrelas amarelas que brilham em volta da cabeça da imagem, que representam os doze apóstolos de Jesus Cristo e reforçam a importância da doutrina como um todo.


Os raios 

Saindo das estrelas, você vê raios que formam a aura de Nossa Senhora, simbolizando as graças que serão alcançadas caso a fé e a crença na Igreja sejam restauradas.


Os três pastorinhos

Como já foi dito, as crianças que presenciaram a primeira aparição ficaram conhecidas como “os três pastorinhos”. Lúcia tinha 10 anos; Francisco, 9; e Jacinta, 7 anos.


Os cordeiros

Os três pastorinhos trabalhavam com um rebanho de cordeiros, mas o animal também retrata o “Cordeiro de Deus”, Jesus Cristo.

A mensagem de renovação e paz, de Nossa Senhora, em Fátima, repercute até hoje. Pois acredita-se na importância de se trilhar um caminho em direção à fé e à espiritualidade, em comunhão com Deus.

Aproveite o dia de Nossa Senhora (do Rosário) de Fátima, 13 de maio, para se (re)conectar com Deus, e peça o auxílio da santa para superar as suas dificuldades.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.