Comportamento

Nova mutação do coronavírus no Reino Unido preocupa o governo: “Está fora de controle”

nova mutação do coronavírus no Reino Unido preocupa governo Está fora de controle

Entenda melhor essa nova variação do vírus e as mudanças que ela está causando no Reino Unido, que já começou a vacinar sua população.



Uma nova cepa do coronavírus tem causado preocupação e aumento nas restrições de isolamento no Reino Unido.

Segundo reportado pela CNN, no último domingo (20), o secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, afirmou que a nova variação do vírus está “fora de controle” e que se espalha mais rapidamente no que as outras cepas. A Austrália já identificou infectados com a nova variação.

O secretário esclareceu que a variante não necessariamente é mais perigosa do que as anteriores, mas que precisa ser controlada. Por isso, durante o período de Natal, as restrições serão levadas para o nível 4, em Londres e no sudeste da Inglaterra. Além disso, a movimentação em todo o país será restrita nesse período festivo, e pode ser que se mantenha até que a vacinação esteja mais bem desenvolvida.


Hancock disse que a única forma de controlar a mutação é através das restrições do contato social, especialmente nas áreas de nível 4. Ele também orientou à população a se comportar como se pudesse ter o vírus, para que ele possa ser controlado e todos se mantenham seguros.

O acesso ao Reino Unido também será dificultado neste período, como forma de ajudar na prevenção contra o avanço da nova cepa.

A Holanda, que detectou a mesma variante do vírus em seu território no início de dezembro, proibiu voos para o Reino Unido em uma tentativa de conter o vírus. A mesma medida foi adotada pela Argentina, Colômbia, Chile, Peru e Bélgica, que também proibiram voos do Reino Unido para o país. É esperado que essas medidas permaneçam até o Ano-Novo.

A Itália suspendeu os voos com origem no Reino Unido e proibiu qualquer pessoa que tenha transitado pelo Reino Unido nos últimos 14 dias a entrar no país. No entanto, segundo um porta-voz do Ministério da Saúde da Itália, Luigi Di Maio, os voos que saem da Itália para o Reino Unido não serão afetados, para que os italianos que estejam no país possam retornar para casa.


Segundo uma compilação de informações compartilhadas pelo G1, por enquanto, acredita-se que as vacinas funcionarão contra essa nova variação, mas caso o vírus se adapte para infectar aqueles já imunizados, provavelmente será necessário atualizar regularmente a vacina, como é o caso da gripe sazonal.

Compartilhe o texto em suas redes sociais!

 

Direitos autorais da imagem de capa: Depositphotos.


Artista cria incríveis obras em paredes de hospitais para levar esperança e apoio a pacientes internados

Artigo Anterior

Beth Goulart homenageia a mãe, Nicette Bruno, vítima de covid: “Ela nos ensinou a fraternidade”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.