ComportamentoPesquisas

Nova pesquisa diz que a ansiedade poderia ser um sexto sentido salva-vidas !

nova pesquisa diz que a

As pessoas veem a ansiedade como uma coisa ruim, e para muitos, é completamente debilitante.



Mas, de acordo com algumas pesquisas, a ansiedade pode realmente ser um tipo de sexto sentido, uma reação rápida ao perigo ou outros problemas potenciais.

O cérebro reage às coisas muito rapidamente. Certas partes do cérebro reagem ao perigo a menos de 200 milissegundos.

Isso é muito rápido! Ainda mais surpreendente é o fato de que as pessoas que sofrem de ansiedade experimentam uma reação completamente diferente ao perigo do que os não-ansiosos.


A razão disso é fascinante. Pessoas com ansiedade processam ameaças em uma área do cérebro que também rege a ação. Pessoas que não sofrem de ansiedade processam ameaças na parte do cérebro responsável pelo reconhecimento de face.

É por isso que uma pessoa calma reconhece a ameaça que outra pessoa causa com base na sua face.

“Em uma multidão, você vai ser mais sensível a uma cara irritada olhando para você, mas menos alerta para uma pessoa com raiva olhando para outro lugar”, diz Marwa El Zein do Instituto Francês de Pesquisa Médica.

“Em contraste com o nosso trabalho anterior, os nossos resultados demonstram que o cérebro dedica mais recursos de processamento a emoções negativas que sinalizam ameaça, do que a exibição de emoções.”


Até agora, 1800 ensaios foram realizados com a intenção de medir a reação de emoções diferentes.

Uma das descobertas mais interessantes dos ensaios revelaram que, de fato, a ansiedade não clínica não prejudicou a capacidade do cérebro de reconhecer ameaças, pelo contrário, aumentou essa capacidade.

Então, como resultado, a ansiedade pode ser vista como uma espécie de sexto sentido que nos ajuda a detectar perigo.

___


Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Higher Perspectives

Não tema as minhas palavras, tema meu silêncio!

Artigo Anterior

Porque você deve parar de cruzar as pernas:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.