PesquisasSaúde

Nova pesquisa diz que não receber luz solar suficiente é tão mortal quanto fumar

Um estudo surpreendente foi recentemente publicado no Journal of Internal Medicine. Ele revelou que a deficiência de luz solar pode ser tão perigoso quanto fumar cigarros habitualmente. 29,518 participantes do sexo feminino foram selecionadas de 1990 a 1992.



Avaliaram os diferentes fatores de risco para mortalidade por qualquer causa (como a exposição ao sol), dentro de 20 anos de acompanhamento no sul da Suécia (Miss).

“As mulheres com hábitos ativos de exposição ao sol tinham menor risco de doença cardiovascular e menos risco de morte por câncer, em comparação com aquelas que evitavam exposição ao sol. Como resultado, a morte por câncer aumentou nestas mulheres … em comparação ao grupo de exposição solar mais elevado, a expectativa de vida de vida das pessoas que evitam exposição ao sol foi reduzida em alguns anos.”

nova pesquisa diz que não2


Acontece que a luz solar aumenta a longevidade e, ao fazer isso, aumenta os riscos de câncer em potencial. Quanto mais tempo você vive, maior o risco de desenvolver câncer. Além disso, a exposição à luz solar tem que ser crua, sem protetor solar, e isso aumenta suas chances de câncer de pele. Assim, se este método aumenta os riscos de câncer, como vale a pena? Doença cardiovascular é o assassino número 1 no mundo desenvolvido, e a luz solar comprovadamente diminui o seu risco.

“Os não-fumantes que evitavam a exposição ao sol tinham uma expectativa de vida semelhante a de fumantes no grupo de maior exposição solar, indicando que evitar a exposição ao sol é um fator de risco para a morte de uma magnitude semelhante a fumar.”

A luz solar é muitas vezes vista como um elemento perigoso a ser evitado. Na verdade, muitos não estão cientes de que as soluções utilizadas para “protegê-los” são piores do que o risco potencial de câncer de pele.

A luz do sol tem muitos benefícios comprovados e bem documentados. O fato mais comum é que a reação dos raios do sol na nossa pele nos ajuda a produzir vitamina D. Uma vez criada e ativa, a vitamina D se torna um hormônio que ajuda a regular a expressão do gene, produzir vitamina B, promover a saúde muscular e óssea, entre outros papéis.


___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Higher Perspectives

Mães e filhas: a força em um vínculo

Artigo Anterior

Parem de confundir recomeço com conserto

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.