ComportamentoCuriosidadesPesquisas

Nova pesquisa diz que seres humanos têm um “sexto sentido magnético” que pode detectar coisas que não podemos ver

nova pesquisa

Não, este sexto sentido não tem nada a ver com ver pessoas mortas. Na verdade, este tipo de sexto sentido envolve algo chamado magnetorecepção; a capacidade de ser capaz de perceber campos magnéticos do nosso planeta.



Existem várias outras espécies de animais que utilizam esta capacidade para se moverem através de longas distâncias. Eles são capazes de fazer isso sozinhos, se alinharem com o campo magnético, o que essencialmente dá-lhes um sentido de direção, ou para onde fica o norte.

O geofísico Joe Kirschvink, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, tem feito experiências com seres humanos para ver como somos capazes de acessar este sentido magnético. Ele afirma:

“É parte da nossa história evolutiva. Magnetorecepção pode ser o sentido primordial.”


nova pesquisa

Esta “bússola” é sobre todas as informações que temos sobre como operar esse sexto sentido dentro de nós mesmos. No entanto, os cientistas e pesquisadores não sabem exatamente como alguém usa, sente, e recupera dados a fim de explorar realmente este sentido. O que significa que é muito especulado por todos. Na verdade, esse sentido pode ser mais do que apenas de navegação. Talvez animais usem-o para perseguir presas, fugir de determinadas áreas, ou uma variedade de outras possibilidades.

Em um estudo recente que Kirschvink publicou na revista intitulada: Nature Communications, as reivindicações são que existe uma proteína dentro da retina humana, que, quando introduzida na anatomia das moscas das frutas, pode, potencialmente, fazê-las ter a capacidade de ver os campos magnéticos. Este estudo sugere que este é potencialmente um sensor magneto, mas a forma como os seres humanos são capazes de usá-lo ainda é incerta.

Kirschvink testou indivíduos através do envio de um campo magnético rotativo enquanto media as suas ondas cerebrais. Como resultado, Kirschvink descobriu que quando este campo foi rodado para a esquerda, nêutrons reagiram à mudança em rotação dentro dos seus cérebros, e um pico visível na sua atividade eléctrica foi mostrado. Isto significa que deve haver algum tipo de senso magnético dentro de seres humanos.


Claro, ainda há uma série de perguntas que as pessoas têm sobre este tipo de estudo. Há muito aberto à interpretação para as pessoas especularem se este sexto sentido realmente existe ou não. Mais estudos serão feitos para confirmar essa informação.

O que você acha sobre essa ideia? Você realmente acredita que os seres humanos podem ter um sexto sentido, afinal? Você acha que devemos continuar a explorar este lado de nós mesmos para melhorar o nosso conhecimento do mundo ao nosso redor?

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Higher Perspectives


Nem tudo que vai embora é azar, às vezes pode ser uma sorte grande, meu bem!

Artigo Anterior

Sejamos mais gentis. Se isso não vai mudar o mundo, dane-se o mundo!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.