6min. de leitura

Novos rumos, nova velocidade, devagar, mais suave, no ritmo do meu coração, seguindo minha intuição

Novos rumos, nova velocidade, devagar, mais suave, no meu ritmo, no ritmo do meu coração, seguindo mais minha intuição, com a minha razão, um pouco também da minha “loucura” …


Sinto-me no início de tudo. Como um novo nascer. Essa sensação parecia desconfortável, mas agora sinto-me muito confortável, muito bem. É muito interessante sentir-se no início de todos os aprendizados e experiências.

Oportunidade enorme, novas formas de viver, oportunizando caminhos do coração. Tudo novo.

Novos passos, melhores direções, desaprendendo tudo, jogando fora todo e qualquer conceito/aprendizado com crenças, regras, normas, dolorosas, infrutíferas, zerando tudo.


Sim, é possível zerar o seu hodômetro interno. Começar tudo agora. Pode sim. Eu digo isso por experiência própria. Zerei tudo mesmo.

Novos rumos, nova velocidade, devagar, mais suave, no meu ritmo, no ritmo do meu coração, seguindo mais minha intuição, com a minha razão, um pouco também da minha “loucura” …


Seguir sem nada, sem nenhuma bagagem ou peso, seguir leve. Certa de não precisar de tantas coisas como imaginava, nem de tantas pessoas.

Sabendo ter cada vez menos necessidades que antes. Desta forma reduzir significativamente expectativas. Estar mais serena diante de tudo é um luxo, mas também uma conquista que levou muito tempo e muita experiência.

Enquanto escrevo, neste quarto de hotel, com uma paisagem da manhã incrível, natureza, verde, janela aberta para ver bem o sol que entra nesta cidade linda do interior do Rio de janeiro, eis que surge uma “Esperança” (Tettigoniidae), verde linda, pousa na mesa perto do computador, só pode ser para me lembrar que é fundamental termos muita esperança, esperança grande e verde para começarmos tudo, agora. E que eu estou no melhor caminho…

Quero poder passar por todos os caminhos de forma inteira, com o coração aberto, livre de qualquer empecilho. Sensível a todas as coisas do caminho, com percepção ampla, com vontade de aprender tudo, participar com alma em tudo que me rodeia.

Vida eu lhe quero muito. Venha, vamos andar, vamos vibrar em tudo. Ar que eu respeito muito, abraços que eu dou, beijos que amo beijar. Olhos que são para vermos coisas boas, frutíferas, bonitas.

Vamos dar as mãos ao imprevisível e voar. Voar para onde os nossos sonhos azuis estejam. Esqueça tudo que não deu certo. Improvise, dance com a Lua, com as estrelas.

Quando o sol aparecer, plante as flores em seu jardim, coloridas, para passar lindamente no seu caminho, muitas flores, coloridas e perfumadas, porque merecemos muito tudo isso.

Não se deixe para depois, descubra-se. Descubra tudo que lhe dá prazer, alegria, que o nutre. Queira ser brisa, queira ser um arco-íris depois da tempestade, para emanar cores para todos os lugares, e vá saltitando.

Vamos vibrar nas melhores sensações, no melhor que a vida tem para nos oferecer, isso é possível, vou lhe mostrar, feche seus olhos, sinta o aroma da grama, da brisa suave que traz o perfume das flores, que traz as nuvens. Abra os olhos e olhe para o céu e veja este azul pleno, tudo está em paz.

Mesmo que algo aparentemente pareça fora do lugar, adiante veremos a existência de uma lógica perfeita do universo, e o que não aconteceu não era mesmo para acontecer. Solte tudo de ruim, desagradável, solte o medo, a dor, e voe bem alto onde só exista o azul do céu, o encantamento do infinito.

Permita-se, daqui para frente, alegrias, risadas, felicidade verdadeira, interior. Faça as pazes com a sua paz e caminhe pelas ruas como as bailarinas, leve, dançando na ponta dos pés em total equilíbrio.

Sinta o vento forte do inverno com aquele casaco quente, com aquela companhia aconchegante, sincera. A alma agradece, o coração mais ainda.

Chegue bem perto do mar e olhe profundamente para este infinito perfeito, beije o mar, contemple a maravilha de poder sentir tudo isso com os olhos de sua alma, o cheiro da maresia, o barulho das ondas do mar batendo na areia, essa total plenitude.

Sensação de agora estar no seu início, no começo, com mais prazer, com mais sensações incríveis, com o seu corpo, seu interior, com as pessoas, com tudo. Harmonia pode ser a palavra mais adequada para este momento. Tudo está harmônico.

Agora, eu prometo não me afastar mais de mim, da minha essência, do meu coração, da minha razão, do meu poder, da minha luz, do meu brilho, do meu luar. Prometo não me afastar mais dos meus sentimentos e de me querer muito e mais. Sentir-me, expandir-me, exatamente como sou e posso ser, dentro de minhas possibilidades, mantendo todas as minhas loucuras tão sãs.

“Não se curem além da conta. Gente curada demais é gente chata. Todo mundo tem um pouco de loucura. Vou lhes fazer um pedido: vivam a imaginação, pois ela é a nossa realidade mais profunda. Felizmente, eu nunca convivi com pessoas ajuizadas. É necessário se espantar, se indignar e se contagiar, só assim é possível mudar a realidade…” (Nise da Silveira)  


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: jovicavarga/123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.