O amor é um sentimento que entrelaça corações. Quem tem um amor verdadeiro, nunca se sente só

4min. de leitura

O amor é um sentimento verdadeiro, encantador que entrelaça corações, envolve paixões, emoções, encontros, poesia e energias boas que vibram em uma sintonia harmoniosa e sublime.

Ele é maior prova de afeto que compartilhamos com aqueles que amamos e com o próximo. É chama que mantém acesas nossas esperanças, renova nossas forças, avivando nossa essência, nossa razão de viver. É fogo a incendiar almas, inflamar desejos, encantar corações. Possui chaves e segredos que abrem as portas da felicidade, realizando sonhos, tornando tudo mais bonito, perfeito, esplêndido e com as sensações de milhares de borboletas saltitantes no estômago.



O amor é tudo de bom! Quem tem um amor, nunca se sente só, perdido, abandonado. Entre jeitos, trejeitos, cravo e canela ele adoça e tempera a vida, deixando tudo com gosto de quero mais.

Mais leite condensado, brigadeiro, chantilly, maçã do amor, marmelada, goiabada, rabanada, dobradinha, todynho e selvagem. O importante é curtir o momento, estar junto, agarrado, colado, de bem com a vida, autoestima elevada, sentindo-se sempre jovem e cheio de amor para dar.

Aceitar o outro como ele é cheio de manias, defeitos, descabeçado, faltando parafuso, sobrando peça, cara amarrada, nariz torcido, bico de papagaio. Quando enciumado fica bisbilhotando, vigiando na esquina, investigando atrás do poste, revirando gavetas, fuçando Facebook, WhatsApp. Depois chora e pede perdão por perder a razão.

O amor não tem idade, medida ou preconceito pois está sempre em forma, jovem e maduro.  Chega acompanhado de novidades, mudanças, novas amizades, excelentes companhias; gato, cachorro, papagaio, periquito. Só soma, acrescenta, completa. 

Pode chegar também de improviso, estar ao lado, na lanchonete, fila do banco, sentado na praça, tomando sorvete, chupando picolé, dando rolê.


Tem amor de todo jeito platônico, de galã, amizade colorida, balada, cerveja, noitada. É bem assim esse chove mas não molha, faz da gente gato e sapato, convida a conversar, namorar, chama para jantar, comer sanduíche ou entrar no cachorro quente, parte ao meio mas completa por inteiro, satisfaz em dobro.

O amor é parceria, companheirismo, descanso em dia de cansaço, alegria em dia de tristeza, é viver de boa, satisfeito, passear, contemplar estrelas, viajar nos horizontes, pegar carona de qualidade na prancha da felicidade. Para ele o que importa não é dinheiro, conta na Suíça, carro importado, mansão. É ser rico de coração, ter simplicidade, caráter, paz, gratidão. Bom mesmo é ser a gente mesmo, ser autêntico, diferente, original, espontâneo, amar e ser amado. Viver de aparência é viver de ilusão, agradar a solidão.

O amor é sobre doar mais que receber, favorecer ao invés de retroceder, ficar ao invés de partir. O amor é para os fortes, os grandes, os puros de coração que amam incondicionalmente, regam a semente do afeto nos campos da união, cheios de flores, carinho, lealdade, doação.

Viva a vida, sinta a essência, alimente do fruto, celebre o amor. Vivendo o concreto, Compreendendo o interno, colorindo o externo, fotografando o belo, servindo, amando e respeitando o outro como ele merece.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: pressmaster / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.