publicidade

O amor nos faz mais fortes e capazes de superar qualquer adversidade!

O amor, quando acontece, pode derrubar os planos anteriormente traçados, porque ele é o plano maior, que tudo justifica e pode permanecer sempre, aliado ao respeito, enquanto durar a relação, desde que existam laços profundos, uma intensa vontade  de se entregar ao outro e contribuir para seu estado de êxtase da alma.   



Noite escura, rua deserta, ela caminhava apressada, assustada e, de repente, apareceu um ladrão.

– A bolsa ou a vida?

Ela olhou sua bolsa, reviu sua vida.


– Pode escolher, ambas estão vazias.

A mulher dessa situação tinha levado, até então, uma vida sem amor, por isso achava sua vida vazia. Ela caminhava pensando: Tomara que eu consiga chegar em casa em segurança, mas e se aparecer um ladrão? A mágica aconteceu, ele apareceu, porque ela o atraiu com sua energia negativa do momento. Saiu ilesa da tentativa de assalto porque nada tinha a perder mesmo, nenhum dinheiro, ou bens, nenhum amor a lhe esperar, mas sabedora de que o tesouro maior era sua vida, embora não a valorizasse muito, até aquela noite.

O susto que passou foi bom só para despertar nela a vontade de destrancar o coração e tentar viver com mais emoção no seu cotidiano. Ela, por medo de sofrer, não conseguia crer em ninguém, preferia abdicar do amor.

Algumas vezes precisamos passar por inconvenientes para repensarmos nossas escolhas e desejos, para segurarmos com força os remos do nosso bote e remarmos contra ou a favor da maré, dependendo do momento ou fase da vida, mas sempre com disposição, coragem e a certeza que chegaremos ao destino almejado, num porto seguro protegido e cercado, de todo bem que merecemos ter.


Tomei conhecimento de muitas histórias românticas e verídicas, histórias que relatam dificuldades vencidas por casais que muito se amavam, de parceiros que, depois de muito tempo, ainda havia encanto, só de olharem um para o outro.

Será que eles tinham alguma fórmula mágica para que o sentimento sobrevivesse em meio a rotina?

Penso que tinham uma coisa muito importante: a vontade de cultivar o amor, independente dos pontos difíceis do outro, independente dos problemas diários, além de qualquer monotonia.

Li sobre uma russa e um americano que se conheceram no país dela e se apaixonaram, casaram-se em pouco tempo, mas o visto dele expirou e ele foi obrigado a voltar para os Estados Unidos. Tentou retornar diversas vezes à Rússia, mas não teve permissão. Ela tentou sair do seu país para viver junto dele, mas não conseguiu, porque também não deixavam. Com essas impossibilidades eles se correspondiam, as cartas eram o único contato entre eles e assim essa situação permaneceu por onze anos, até que ela conseguiu, afinal, sair da Rússia e pegar seu tão sonhado voo para a América, onde ele a estava esperando no aeroporto com os braços abertos e cheio de felicidade. Viveram felizes, segundo consta dos registros históricos, até à morte.

Essa é apenas uma história e existem muitas, antigas e atuais, mas serve para demonstrar às pessoas incrédulas que o amor ou qualquer sentimento nobre sempre vence qualquer obstáculo.

Se o amor é nosso guia, certamente teremos sucesso em qualquer relação, em qualquer situação.

Se temos amorosidade, esse impulso de querer e fazer o bem, uma vontade imensa de dar carinho e de não nos prendermos pelas aparências, às vezes frias, geramos uma energia poderosa e iluminamos qualquer ambiente que nos cerque.

Aquela pessoa que, às vezes, parece distante ou arredia, pode estar louca para receber um gesto de carinho, agrado, gentileza ou compreensão. Assim como nos magoamos por coisas pequenas, que nem sempre são dirigidas a nós, em especial, as outras pessoas também se ferem por diversas situações que passaram na vida e as marcas que carregam nem sempre são fáceis de serem apagadas, mas com suavidade e ternura serão certamente eliminadas e substituídas pela esperança de um amor sereno.

Quando alguém se sente amado e amparado, sente-se também mais forte e mais capaz de superar todo e qualquer problema.

O amor, quando acontece, pode derrubar os planos anteriormente traçados, porque ele é o plano maior, que tudo justifica e pode permanecer sempre, aliado ao respeito, enquanto durar a relação, seja ela efêmera ou não, desde que existam laços profundos, uma intensa vontade de dar, de se entregar ao outro e contribuir para seu estado de êxtase da alma.

O receber é consequência que virá, infalivelmente, porque tudo é espelho e reflete seu sentimento, passo a passo, momento a momento.

Não tenha medo de amar, não sinta insegurança de entregar-se em confiança. Claro está que não me refiro às ciladas disfarçadas de amor ou querer bem, porque é óbvio que não devemos nos anular em prol da felicidade do outro. Uma boa autoestima e uma certa dose de instinto de preservação do nosso emocional são necessárias para que continuemos firmes e com alegria em nossa jornada de vida.

Ame, ame muito, ame além e apesar de, porque amar é também sermos gratos a tudo e repararmos mais nas dádivas ocultas em cada momento com meios simples, mas disponíveis em nosso cotidiano, para todos aqueles que têm uma vontade forte de fazer desse mundo, um lugar melhor para se viver e conviver.


Direitos autorais da imagem de capa: Toa Heftiba / Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.