4min. de leitura

O AMOR QUE VAI, COM CERTEZA VOLTA!

“Preste atenção se existe amor, existe verdade e vice versa. A verdade dói, dói muito, mas ainda é a maior demonstração de amor”


Ok! A verdade nunca é algo fácil de ouvir, e acredite de falar também, a gente fica se perguntando será que eu falo? Será que é a hora?  Imaginando a reação que a pessoa vai ter. Mas se essa pessoa tem um pingo de racionalidade, ela pode esbravejar e não gostar do que vai ouvir, porém vai refletir sobre o que lhe foi falado e vai ver que foi melhor assim, a verdade dói, dói muito, mas ainda é a maior demonstração de amor.

Poucas pessoas estão preparadas nesta vida para ver a alegria do outro e se alegrar com isso, ver a alegria do próximo e não querer que ele caia, só para ficar um degrau abaixo, cruel? Um pouco, porém a mais pura verdade meu amigo, o fruto podre cai sozinho, um não amigo te deixa apodrecer e cair do pé, afinal isso não demandará esforço algum dele, já um amigo verdadeiro é aquele que lhe fala a verdade, para que você floresça e tenha oportunidade de se transformar no melhor que você poderia ser.

As pessoas deveriam agradecer quando alguém lhe fala a verdade, mesmo que em pensamento, pois não estamos falando de vaidade, mas algumas ainda preferem viver a monotonia da falsidade com espectadores esperando o dia da sua queda, que vão lhes estender as mãos como o mais belo ato de nobreza, mas eles poderiam te ajudado a evitar a queda, porém não o fizeram. Não que eles queiram o seu mal em até alguns dos casos, porém para eles o topo é essencial.


Logo ao meu ver esta é a mais bela atitude que envolve o verdadeiro amor, a verdade. Pois a pessoa deixa de lado a vaidade, e o seu ego, normal a natureza a humana, para o bem do outro, para o crescimento do outro. Não se importam de levantar suas cabeças para lhe admirar no futuro. Algumas pessoas não suportam isso, muitas não suportam nem te olhar no mesmo nível.

Quando não se alegra com sua felicidade, quando não chora suas lágrimas,quando não ama seus amores, quando não ama a ti, não é amor.  Quando chora com você naquele filme idiota ou em um leito de hospital, quando te manda oi, pela manhã e às três da manhã só para acordar, te entende no olhar, ou até aquelas palavras que nem você entendeu te puxa a orelha e o cabelo para implicar, entra na Avenida Brasil quando você acabou de tirar carteira, confia cegamente em ti e nos teu e o por último, mas não menos importante: Quando você  sabe que a pessoa está ali, de você para ela, e ela para você também, pois existem pessoas que julgam que não é amor, que você mudou,por que um dia parou de receber o que nunca doou.

No meu ponto de vista, o amor é uma planta, que se você não regar simplesmente morre, aos poucos a seiva em seu interior vai secando, e funciona semelhante a uma via de mão dupla em um beco sem saída, se vai com certeza volta.


E já dizia o mais sábio dos sábios: orai e vigiai.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.