4min. de leitura

O apego dos gatos aos donos é similar ao dos bebês aos pais, comprova estudo

Os gatos são conhecidos como animais extremamente independentes.


Quando comparados aos cachorros, que são tão comuns quanto eles em lares de todo o mundo, essa independência fica ainda mais evidente, já que os felinos tomam banho sozinhos, não pedem atenção a todo momento e parecem saber se virar sozinhos quando os donos não estão presentes.

Essas características de sua personalidade, no entanto, podem esconder outra realidade pouco conhecida sobre esses animais. De acordo com um estudo conduzido pela Universidade do Estado de Oregon, nos Estados Unidos, os gatos são realmente muito apegados aos seus donos, tanto quanto os cachorros ou até mesmo seus filhos humanos.

A pesquisa publicada no periódico Current Biology se baseou em um teste com gatos de 3 a 8 meses, que geralmente é aplicado a bebês e cães.

Na primeira parte do teste, os gatos foram colocados junto a seus donos, em uma sala, durante dois minutos. Na segunda, eles ficaram sozinhos, na mesma sala, e na terceira, ficaram novamente com seus donos, por outros dois minutos.


Nas duas primeiras fases, as reações da maioria dos gatos participantes do estudo foram as mesmas: ficaram tranquilamente com seus donos, nos dois primeiros minutos, e no momento seguinte, quando estavam sozinhos, na sala, sentiam certa estranheza sobre o local.

Foi quando voltaram a estar com os donos, na sala, que as descobertas foram feitas.

Os gatos reagiram de três formas, basicamente. Vários deles ‘cumprimentaram’ seus donos e seguiram explorando o ambiente de forma mais tranquila do que antes. Os mais inseguros deixaram de explorar o lugar e ficaram agarrados aos donos, outros evitaram o dono quando ele retornou.


Os resultados encontrados com os gatinhos foram similares aos descobertos quando os protagonistas são bebês e cães, o que mostra que eles não são tão frios e desapegados dos donos como se pode acreditar.

“O apego aos seres humanos pode representar uma adaptação flexível do apego aos filhos e cuidadores, que facilitou o sucesso em ambientes antropogênicos”, concluiu o estudo.

Essa é uma grande evidência que pode mudar a opinião de muita gente sobre os gatinhos. Apesar de parecerem frios, a verdade é que são tão apegados quanto os cães e merecem a mesma atenção e cuidado de seus donos.

Você tem algum gato? Já havia notado essa tendência nele? Comente abaixo suas experiências e compartilhe o estudo com outro amante de gatos!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Andrii Gorgots/123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.