ColunistasEspiritualidade

O caminho das nuvens brancas…

O CAMINHO DAS NUVENS BRANCAS FOTO DE CAPA E FOTO 01

Hoje o dia amanheceu nublado, repleto de nuvens. Mas tudo na vida tem um lado bom. O lado bom de um dia nublado: acompanhar o caminho das nuvens brancas. Agora, elas não estão mais lá. Para onde foram? De onde vieram?



Por analogia podemos nos questionar para onde vamos quando morremos? Sobrevivemos ou desaparecemos no nada? Dizem que Buda respondeu pergunta similar antes de morrer: Desaparecemos como uma nuvem branca.

Como diz Osho, a nuvem branca é um verdadeiro mistério. Ela aparece de repente, de repente, desaparece. O ir, o vir e o seu próprio ser pode fazer o cotidiano da vida tão saborosa como um algodão doce. Basta querer. Afinal, a vida não é um problema, mas sim um mistério. Quando você pensa que a vida é um problema, nunca terá êxito em ultrapassar os obstáculos.

O mistério da eterna metamorfose das nuvens brancas nos leva a crer que nada é o que parece ser. Você pode até usar a sua inesgotável fonte de criatividade para enxergar na nuvem a projeção que bem entender. Mas a nuvem é amorfa. Ela é o que é. Nem mesmo por um único momento a forma é a mesma, sempre mudando. É um fluxo. Como um rio. Assim é a vida.


Você está estagnado em uma forma ou está constantemente se transformando? Suas ideias e as pessoas que te rodeiam são as mesmas de antes ou você se permite o novo? O novo sempre vem. Cabe a você rejeitá-lo ou aceitá-lo sem preconceitos. Permita-se ser como uma nuvem branca, sem qualquer raiz, sem qualquer retenção, mistério da existência sem fim.

É sempre bom buscar momentos em que você se dê o direito de vaguear por aí tal qual uma nuvem branca. E é exatamente neste momento em que você se encontra de fato. Apenas presente no momento, no aqui e agora. Entregue na sua total absorção você será capaz de descobrir o que motiva a sua nuvem a se mover, por onde ela vagueia, sem forçar o curso do rio que flui. Simplesmente entregue, confie, aceite e agradeça.

Gente que é do bem se sente de longe… Almas bonitas criam logo empatia!

Artigo Anterior

Diga-me com quem andas e direi quem és!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.