ColunistasCrônicas

O céu que preciso tem girassóis!

O céu que preciso tem girassóis

Prefiro um abundante jardim de girassóis rodeado pelos prados verdejantes; com borboletas coloridas e pássaros a voar comigo.



Gosto do Inverno e da sensação que me dá, trazendo uma mistura de paz, aconchego e uma saudade de não sei quê. O mundo parece se aquietar, enroscado em edredom. Não há pipas no ar, nem o correr de crianças na calçada; nem mesmo o latido de um cão, que se enfurnou em algum recanto do lar.

Eu me aproximo da janela e sou tomada pelo desejo de uma menina traquina, de esboçar desenhos bobos na vidraça embaçada. E rio meu riso encantado, um desses que ninguém observa e, por isso, sai assim, espontâneo em toda sua essência. Depois, emudeço, junto ao resto do mundo, enquanto observo as gotículas escorrerem como lágrimas geladas desfazendo os desenhos que fiz… embrulho-me numa manta, ajeito-me o melhor que posso na poltrona, e decido ler um livro. Todos ainda dormem, e preciso  preencher meu tempo. Abro na página que marquei e tento me concentrar. E me pego vagueando, dispersa, com o livro a escorregar-me das mãos . Antes que ele encontre o piso frio, abraço-o com urgência, como se abraça um amante num rompante emocionado.

Ainda resta a esperança de Johannes Mario Simmel, um dos melhores que já li. E o releio sempre que não há nada para ler; ou quando me sinto dura, vazia e preciso de emoção; ou para dar uma chacoalhada no meu ânimo.  A página da Páscoa, daquela família desconhecida, reunida num pós-guerra e presenteando a menina com um par de sapatos novos, fez-me  chorar. Crianças tocam-me profundamente.


Mas, hoje, não quero  chorar; tampouco me sinto dura ou com as emoções estagnadas. Quero apenas ficar aqui e lembrar da menina que me faz sentir saudade de mim, e, também, dos personagens que estiveram lá, cuidando para que ela não chorasse e ajudando-a a criar uma história com momentos inesquecíveis.

Deixo que a sala silenciosa se encha de imagens, como na projeção de um filme. Vejo a fogueira, sinto o cheiro da batata-doce e do pinhão roxo. Vejo rostos queridos, afogueados pelas chamas, e ouço o cantarolar de canções nordestinas, de canções infantis e o cantarolar de nossos próprios risos, enchendo a noite, enquanto perseguíamos vagalumes.

Durante o dia, teríamos os prados, as campinas, cachoeiras, riachos e os pomares ; teríamos árvores altas, onde moraria Tarzan; estradas arenosas, onde Zorro galoparia em cavalos de paus. Teríamos fadas madrinhas, materializando nossos desejos com varinhas mágicas; teríamos anjos, protegendo-nos com suas imensas asas. Éramos donos do mundo, contando com a proteção de mãos que afastariam do caminho as pedras, para não nos machucarmos.

Gosto dessas lembranças, lembranças vívidas e boas, outras nem tanto, de minha meninice e de outros frios do passado. Gosto desse desnovelo de imagens, de pensar nelas, falar delas e, principalmente, descrevê-las em papel, tendo a impressão forte de que as vivo novamente. Ou, talvez, eu simplesmente as descreva para ler, quando o tempo implacável tentar apagá-las de mim.


E, quando não souber mais ler, na minha velhice analfabeta, nem mesmo minha audição ainda funcionar, o que será de mim Senhor? —  aqui fecho meus olhos, pois, quando me dirijo a Deus, é assim que consigo ouvi-Lo; e oro:  Senhor, quando eu viajar rumo a tua morada celestial, permita-me levar as lembranças do amor que recebi.

Permita-me levar um pouco do que fui, porque eu sempre gostei de mim, mesmo quando cometia erros. Ter ruas de brilhantes, deve ser lindo ; no entanto, não consigo me ver como um anjo vazio, sem lembranças, voando para lá e para cá…  Prefiro um abundante jardim de girassóis rodeado pelos prados verdejantes; com borboletas coloridas e pássaros a voar comigo.

Não me tire isso, Senhor!  Não me faça abandonar aquilo que Tu me ensinaste a amar!

Esse seria o Céu que me faria feliz: com asas, girassóis e minhas recordações!


__________

Direitos autorais: <a href=’https://br.123rf.com/profile_iryna1′>iryna1 / 123RF Imagens</a>

Fugir dos problemas não irá trazer a solução, afinal, cada ciclo tem que ser fechado.

Artigo Anterior

Você fica melhor quando se aceita e se ama como é!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.