ColunistasLei da Atração

O colapso da função de onda e o poder criativo:

Os assuntos relativos a criatividade sempre me interessou muito, principalmente por se tratar de algo com o qual lido quase diariamente: afinal, sou escritora e escrever é o que mais faço. Recentemente terminei meu segundo livro “ Amaranth, o Ocaso” o qual ainda não tem data de publicação definida e é continuação do primeiro Amaranth, mas soltarei alguns trechos em minha página no facebook.



Quando decidi escrever esse texto, pensei em relacionar dois assuntos que adoro e que se entrelaçam: o colapso da função de onda e sua relação com nosso poder criativo.

Resumidamente (pois nesse texto minha intenção não é falar detalhadamente sobre o assunto, mas sim explicar sua aplicação de forma geral em nosso dia a dia) o colapso da função de onda é um termo muito comum da mecânica quântica para elucidar o experimento da dupla fenda; nesse experimento, os pesquisadores tinham a intenção de descobrir a real natureza do elétron e como se comportava: se era onda ou partícula.

o-colapso-da-funcao-foto-02


O experimento por fim demonstrou que o elétron tem a forma tanto de uma partícula quanto de uma onda. Os cientistas puderam perceber que, ao observarem o elétron – quando se encontravam no ambiente do experimento – o elétron se comportava como partícula. No entanto, ao deixarem o local dos testes, os vídeos mostravam que se comportavam como onda. Conclusão: As evidências dos testes mostraram que a simples expectativa dos observadores colapsava a onda, pois, dentre duas possibilidades, apenas uma se manifestava em determinada situação. A consciência cria a realidade, ainda que possa parecer misticismo, pois, dentre milhares de ondas de possibilidade, o que explica que apenas uma se manifeste? A consciência.

Indo mais longe, o que explicaria uma situação em que duas pessoas que se encontram em situação deplorável tenham caminhos diferentes? Uma consegue, em um tempo razoável se recuperar, mas a outra não. Considere que ambas são empenhadas e se esforçam, mas apenas uma consegue. Sorte? Acaso?

Criamos nossa realidade o tempo todo, ainda que não percebamos. Atraímos certas situações, repelimos outras e o mais incrível disso tudo é que nem precisamos pensar muito para que as coisas aconteçam. Através de nossas atitudes, pensamentos e sentimentos criamos um campo, campo este que tem o poder influenciar aos demais campos gerados por outras pessoas e por eles sermos influenciados. E é desta forma que atraímos pessoas e situações.

Nossa realidade apenas mudará no momento em que percebermos que somos responsáveis por grande parte do que nos acontece e que, apenas mudando sentimentos e pensamentos é que coisas diferentes acontecerão. É um grande desafio mudar padrões estabelecidos em nossa rotina; existem crenças, sentimentos negativos, pensamentos automáticos… Mas agora eu proponho um desafio, pequeno, mas que pode ser um grande passo para a mudança: O que você pode fazer hoje, e que esteja ao se alcance, para caminhar em direção ao que você deseja?


E amanhã? E depois? Esse também é um desafio para mim.

o-colapso-da-funcao-capa-e-foto-01

Aos poucos, podemos colapsar a realidade que queremos e dar o famoso “salto”. Quando a partícula ganha energia, ela pula de órbita, passando a uma órbita maior em relação à anterior. Isso significa uma mudança de realidade; é o que acontece com você quando chega a um estado desejado, o ganho de energia.

A melhor maneira de chegar a um estado desejado é energizando-se!


Por tanto… Energize-se!

Diga-me com quem andas e direi quem és!

Artigo Anterior

E quando a vida e a morte faz acontecer o encontro?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.