O dinheiro é um bom e verdadeiro amigo!

Quando uma pessoa quer dinheiro, mas não o tem, quando precisa ou mesmo gostaria de ter e não consegue, pode existir aí um padrão de “medo do dinheiro”, medo da prosperidade.

Na verdade, o dinheiro é um bom e verdadeiro amigo! Como disse outras vezes, o “dinheiro é Deus em expressão”. Com o dinheiro como amigo, conquista-se uma vida plena! E para viver bem, nós precisamos de amigos bons e verdadeiros; e o dinheiro é um amigão que vale muito ter sempre por perto.

Limpe os padrões de medo e deixe um campo de energia aberta para manifestar prosperidade financeira.

Porque o dinheiro é Deus em expressão? Há pessoas que veem isso como uma blasfêmia, mas não o é. O próprio Jesus disse: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância.”

O que Deus quer é que seus filhos sejam felizes, tenham suas necessidades supridas, vivam uma vida de mais realizações, gozando de saúde, bem-estar e conforto, sim.

Dinheiro não é tudo? Sim, é verdade, mas ele é quase tudo! Perceba tudo o que você pode ser, ter e viver com o dinheiro.

Você pede isso pra Deus, só que, na sua oração, você nem sempre pede dinheiro diretamente, você talvez diga: Deus, por favor, faça com que eu tenha dinheiro para comprar os alimentos, dar o estudo dos filhos, pagar as contas para aquelas pessoas e comprar uma roupa ou algo para mim, se der.

E qual a verdade por trás disso?  O que você pede é “felicidade”. Por que felicidade? Porque ao ter dinheiro para realizar esse seu pedido, diga-me, como você vai se sentir? Ah, muito feliz! Está aí a resposta:  a felicidade vem com o dinheiro, com o que você faz com ele, então ele é Deus em expressão.

E aquelas pessoas que têm muito dinheiro e são infelizes? Adivinhei a sua pergunta?

Essas pessoas têm dinheiro, que é Deus em expressão ou um amigo bom e verdadeiro como citei, porém, elas têm um sentimento de baixa estima, de falta de perdão, de tristeza, de doença e usam o dinheiro para outros fins ou só para trabalhar condenadamente, comprometendo a sua saúde e relações. Mas o problema na vida dessas pessoas não é o dinheiro, o dinheiro é a solução.

Sendo o dinheiro a solução, essas pessoas precisam aprender a ser felizes, a amar-se, a apreciar, etc., então, poderão ser mais felizes, usufruindo do dinheiro ao seu bel prazer e de tantas vidas. Porque essas pessoas pagam muita gente, porque elas têm muito dinheiro e o dinheiro circula e circulando, mais elas têm. Agora imagine elas felizes com esse dinheiro, quanto mais dinheiro elas teriam?

Há pessoas que vivem quase sem dinheiro e são felizes e há pessoas que têm pouco dinheiro e são infelizes e vice-versa.

O dinheiro não é a perdição, ele é a solução e o professor, muitas vezes, que ensina que aquele que já é feliz com pouco dinheiro, queira ter mais e viver com mais conforto.

E assim, imagine quanto mais essas pessoas serão boas aos demais, se já o são no pouco que têm e são felizes?

E o dinheiro é um professor e para aquelas pessoas que têm muito dinheiro e são infelizes, ele as ensina que a felicidade é encontrada pelo seu próprio espírito e não pelo dinheiro. Ele só a expande!

De novo, pessoal, o dinheiro é Deus em expressão, um amigão que vale ter sempre com a gente. Essa é a reflexão que trouxe para todos nós. Abraços de boas vibrações!


Direitos autorais da imagem de capa: Sharon McCutcheon on Unsplash



Deixe seu comentário