publicidade

O everest da vida: o que lhe motiva a subir a sua montanha?

Escalando o Everest – Muitos filmes e documentários já foram feitos sobre a escalada na montanha mais alta da terra, o Monte Everest com seu pico a 8848m de altitude.

Nunca deixa de ser intrigante o motivo que leva alguém a escalar uma montanha tão desafiadora, com imenso risco de morte e que já foi responsável pela morte de cerca de 175 pessoas até 2002.



E vale destacar que esse desafio não é nada barato, e é feito por algumas pessoas muito ricas e que já conquistaram tudo na vida em termos de sucesso profissional, realizações pessoais, status e riquezas, mas por algum motivo maior, eles investem dinheiro, coragem e colocam a própria vida em risco para alcançar tamanho feito e sonho.

“Se não existir mais motivos para se desafiar, então a vida não faz mais sentido! (E viver uma vida não examinada, logo ela não merece ser vivida. Sócrates).”

O custo para escalar o monte Everest gira em torno de U$ 60 a 80 mil dólares (180 a 300 mil reais, o que inclui: custo com material, preparo, passagens e taxas), o monte está situado na Cordilheira do Himalaia, bem na fronteira entre o Nepal e a China, na verdade a escalada propriamente dita do Everest é de aproximadamente 3800 metros. Isto porque até você chegar à base da montanha, já está numa altitude de mais ou menos 5000 metros.


A pergunta que se faz nesse artigo é: Quanto vale a realização de um sonho (seja ele qual for) e a qual custo? Porque alguém arriscaria a vida para isso? Seria uma necessidade do ego em provar a si mesmo? O que motiva alguém a esse desafio sem garantia nenhuma de sucesso?

Jon Krakauer, conta em seu livro “No Ar Rarefeito” como participou de uma expedição guiada ao topo do mundo. Em 10 de março de 1996, atingiu com muito custo os 8848 metros de altitude e 12 alpinistas morreram nessa escalada. Esse livro inspirou o filme “Everest” de 2015, recomendo o livro que é inspirador.

Apesar de não ser uma das montanhas mais difíceis e complexas de se escalar do mundo, o Everest reúne as condições mais inóspitas da Terra.

São rajadas de ventos que podem chegar a 320km/h, tempestades, avalanches e temperaturas que podem chegar a 70 graus Celsius negativos.  A subida é feita em etapas e leva semanas para se chegar ao topo, passando pelas condições mais adversas. Não basta isso, o risco de insucesso é imenso e poucas pessoas chegam de fato ao topo. Outro detalhe é que a montanha está cheia de vítimas espalhadas pelo caminho, pois é extremamente difícil o resgate dos corpos. Uma das primeiras pessoas a morrer no Everest, o inglês George Leigh Mallory, em 1924, só teve seu corpo resgatado 75 anos depois. Outros estão lá até hoje.



A zona da morte (Acampamento 4)

Acima de 8000 metros é conhecido como a zona da morte, ficar a essa altitude mais de 48 horas é morte certa. Do acampamento 4 (7924m), procede-se para alcançar o cume e vencer os 928m de altitude restantes. Os alpinistas geralmente só têm uma chance de fazê-lo, se o tempo não ajudar é sábio abortar a subida e retornar, do contrário isso pode custar vidas.

 

Para chegar ao cume, há ainda dois obstáculos. O primeiro é a Cornice Traverse. São só 120 m de caminhada, mas você segue numa trilha estreita, exposta ao vento e com abismo dos dois lados. Qualquer erro pode ser fatal!

A Cornice Traverse termina no Degrau de Hillary, uma escadaria vertical de 12 m, escalada com cordas. O trecho é tão estreito que só passa uma pessoa por vez. A falta de oxigênio e o cansaço fazem com que muitos desistam aqui, a 50 m do cume!

Os alpinistas costumam iniciar o ataque ao cume à noite. Partindo do acampamento 4, eles levam 12 horas para subir até lá. É preciso estar no cume por volta do meio-dia para dar tempo de voltar ao acampamento 4 ainda de dia. Aqueles que chegam ao cume só conseguem apreciar a vista por alguns minutos.


Coragem para seguir em frente e enfrentar o medo

Os desafios impostos para escalar o Everest, exigem, no mínimo, coragem. Palavra essa que define a capacidade emocional e mental para encarar desafios na vida, seja ele qual for. Coragem é uma força motivadora que impulsiona o ser humano a não viver uma vida medíocre e lhe dá energia para seguir em frente, apesar das adversidades.

A vida vem sem garantias, mas só alcançam o cume aquelas pessoas que reúnem as habilidades necessárias aos desafios. Estar preparado às oportunidades é o que diferencia aqueles que alcançam seus sonhos.

“Olhar o Everest e o tamanho do desafio, nos faz pensar no sentido da vida e no poder por vezes terrível dos sonhos.”

Não se pode querer correr uma maratona, sem antes realizar preparos que podem levar meses ou até anos. Preparo esse, que não é feito correndo de uma única vez os 42km que é a distância da maratona, mas sim, preparando-se em etapas que vão crescendo em dificuldade, conforme o condicionamento físico vai melhorando.

“Coragem é a capacidade de enfrentar o medo. O medo, assim como a dor, é um mecanismo de proteção que a natureza coloca para nós. Se você e eu não tivermos medo nem dor, ficamos muito vulneráveis. Porque a dor é um alerta e a dor nos prepara.

É preciso coragem para que a nossa obra não se apequene. E, para isso, precisamos ter esperança, “tem de ser esperança do verbo esperançar”. Tem gente que tem esperança do verbo esperar. E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera. “Ah, eu espero que dê certo, espero que resolva, espero que funcione.” Isso não é esperança. Esperançar é ir atrás, é juntar-se, é não desistir. Esperançar é achar, de fato, que a vida é muito curta para ser pequena. E precisamos pensar se estamos nos dedicando ao importante em vez de ao urgente. Tem gente que diz: “Ah, mas eu não tenho tempo”. Atenção: tempo é uma questão de prioridade, de escolha.” Filósofo Sergio Cortella


Somos derrotados inicialmente pela nossa mente

Qualquer projeto nasce inicialmente em nossa mente e de nosso desejo, seja construção de um edifício ou o simples fato de fazer uma ligação, esse desejo nasce em nossa mente e impulsiona uma força de realização. Após a concretização do desejo em nossa mente, o corajoso reune as ferramentas necessárias e recursos para iniciar sua empreitada. Não existe realização de sonhos sem esforços, entrega, dedicação e estratégia para que o desejo criado na mente seja colocado em prática.

“Até as torres mais altas começaram do chão (Provérbio Chinês). “

Ninguém caminha ou alcança nada sozinho

Caminhe com pessoas excelentes e juntos prossigam para a excelência, porém, a visão precisa ser compartilhada, ninguém caminha o mesmo caminho, se não houver alinhamento.


A caminhada não é sozinha, mas vencer a montanha sim!

Apesar de parecer contraditório, ninguém consegue realizar grandes feitos sozinho e precisa de apoio, energia, força de trabalho e motivações externas para realizar os grandes sonhos.

Em contrapartida, a disposição e coragem para subir a sua montanha só pode ser feito por você! Ninguém pode fazer algo por você, por mais que alguém faça escolhas pela sua vida as consequências dessas escolhas, você que vai ter que conviver com elas. Os bônus e ônus pelas escolhas só serão colhidos por você, então os seus demônios e fantasmas interiores precisam ser exorcizados somente por você, literalmente falando.

Todo apoio que você venha a ter externo, vai no máximo lhe conduzir e mostrar o caminho da montanha, mas escalar essa montanha da vida, somente você vai fazê-lo!

O grande mistério da vida, por si só, é que aqui chegamos sozinhos e partimos dela sozinhos. Nada é externo a nós, mas tudo é interno! O que significa que temos que acordar e levantar em nossa companhia, todos os dias, se existe alguma limitação que lhe impeça de escalar a sua montanha, acredite, ela se encontra dentro de você.  Você não pode transferir as suas responsabilidades para escalar a montanha a terceiros, ela são, no final, um desafio só seu.


Encontrando seu propósito, uma grande jornada começa com pequenos passos

Muito se fala hoje em propósito e realização pessoal, mais que apenas uma palavra da moda e um clichê, ela diz muito sobre o seu estado de espírito e o que lhe move. O porque você faz o que faz é o que define o propósito. Saber exatamente onde você quer chegar e o porquê disso é o que dá sentido às realizações.

E toda grande jornada começa com pequenos passos e com muitos erros e acertos. Mas bastam poucos acertos na vida e aprendizado com os erros para que os seus propósitos sejam alcançados.

A vida é repleta de desafios, mas não teria sentido viver uma vida sem obstáculos. Nas dificuldades os grandes guerreiros são talhados.

“Eu gosto de andar em caminhos difíceis, pois lá,só guerreiros permanecem. ”

Referências bibliográficas e imagens:  Livro: No Ar Rarefeito, Jon Krakauer.

Clerio Almeida
_______________

Direitos autorais da imagem de capa:  kamchatka / 123RF Imagens – Créditos: (foto 2 – mapa)

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.