ColunistasComportamentoGratidão

O exercício da gratidão – gratidão não é moda, é gentileza! para com você e com o outro!

Gratidão não é moda.



Gratidão não é um “jogo do contente”, e nem mimimi de gente chata.

Gratidão é gentileza, com você e com o outro.

Gratidão é um estado da alma de quem descobriu que pode ser mais feliz, mais completo e mais pleno.


Gratidão é ver mais longe, é ficar feliz pela felicidade alheia, é dividir e respeitar os espaços (os seus e os dos outros).

Gratidão é paz de espírito, é um sossego da alma.

Gratidão é prática, é exercício de quem decidiu se reconectar consigo mesmo e com sua espiritualidade.

O EXERCICIO DA GRATIDAO - FOTO 01


Gratidão consiste no controle do seu lado sombra, das suas imperfeições, não é esquecer os defeitos, ou menosprezá-los, mas conviver em harmonia com o seu verdadeiro eu – o positivo e o negativo, que compõe quem você é.

Gratidão é um exercício de vigia constante, seja de alterações dos hábitos, de pensamentos e atos, ou ainda, tudo isso junto.

Para se “exercitar”, sugiro que comece devagar. Agradeça cada vez que se lembrar de agradecer (não importa o motivo), ou exercite trocando os pensamentos negativos por gratidão ou apenas olhem para suas vidas com mais carinho, e veja o tanto de coisas maravilhosas que você possui e, agradeça!

Não importa a forma que você irá escolher para começar (não há certo ou errado – descubra qual o meio faz sentido para você), apenas deixe sua alma fluir, se elevar e se encher de amor, transbordar.  Essa é a consequência da gratidão em nossas vidas – nos inundamos de amor, e assim vemos o mundo com mais sabor, mais cor, mais luz.


Peço que você seja paciente com você mesmo, respeite seu ritmo, suas convicções. Não precisa acreditar, apenas exercite a Gratidão e as mudanças começarão a ocorrer.

O EXERCICIO DA GRATIDÃO - FOTO DE CAPA E FOTO 02

Ações positivas começarão a pipocar em sua vida, acendendo um melhor estado de satisfação em você. E, se você está bem consigo mesmo, acaba por seu mais agradável com os outros e consequentemente eles serão mais gentis com você – é um ciclo.

“Cada um só dá o que tem, e só recebe o que acha que merece” – quem vive amor, só recebe e só dá amor, pois é o que possuí no coração.


Pratique, você não irá se arrepender!

O amor é para poucos!

Artigo Anterior

O que fazer com a dor que o outro deixa em você?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.