O feitiço de áquila – separados pelo tempo e espaço, mas sempre unidos!

Quanto mais o “feitiço de Áquila” tentar nos separar, mais unidos estaremos!

No dia 05 de março de 2017 nos conhecemos lutando artes marciais, uma de nossas maiores paixões que gerou a nossa paixão recíproca e que, com o sábio tempo, tal sentimento, em verdadeira metamorfose, libertou-se do casulo e se tornou amor imortal!



Seguindo a caminhada, no dia 01 de maio do mesmo ano, selamos o nosso sentimento, quando começou a verdadeira luta pelo nosso amor, mas amor é mestre em artes marciais, é samurai, é sábio o suficiente para saber que amor, quando incondicional, é calmo, paciente e não tem fronteiras, melhor dizendo, vence-as!

No dia 01 de maio deste ano, completam-se dois anos juntos, embora distanciados física e temporariamente. Estamos em lados opostos no planeta Terra. São dois anos repletos de alegrias, dificuldades e muitas provas quase que intransponíveis, mas que estão sendo vencidas paulatina e pacientemente!

Enquanto eu repouso à noite, após o dia cansativo, você desperta da noite de repouso, para o dia que será cansativo; enquanto você é dia, eu sou noite; enquanto sou noite, você é dia; enquanto sinto frio, você sente calor; enquanto lanço o meu olhar ao exuberante sol, contemplando-o, você exalta o brilho da lua cheia; enquanto a lua necessita do brilho do sol para se fazer evidente, o sol necessita de Deus para sobreviver.


Assim, somos um em Deus, mesmo um vivendo o tórrido verão e o outro, o congelante inverno, mesmo fisicamente distanciados pelo tempo e espaço!

Quanto mais o “feitiço de Áquila” tentar nos separar, mais unidos estaremos!

O amor incondicional é imbatível e não reconhece diferenças, nem de tempo, espaço e, muito menos, os desafios que tentam derrubar uma gota de puro amor Divino e a nossa existência em um só ser pelo infinito!



Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.