ColunistasFelicidadeO Segredo

O fim é um novo recomeço…

Sabe quando encontramos alguém e chegamos a acreditar que é para sempre? Que sim, ele é o cara. O homem da sua vida?



Pois é, acredito que isso já tenha acontecido com muitas mulheres. Umas de fato encontraram o grande amor de uma vida toda. Outras podem ainda estar vivendo o para sempre e de repente amanhã ou depois, isso acabe, como foi o meu caso…

Não quero generalizar… O que falo a seguir é o que comigo ocorreu e o que aprendi com tudo isso.

Sim! Aprendi muito! Hoje percebo e aceito que era assim que tinha que ser… Que sim, eu precisava aprender muitas coisas e me curar de outras tantas e foi essa forma que o universo escolheu para me mostrar…


Temos a mania de achar que tudo que supostamente acontece errado é uma forma de punição, ou que de fato não somos merecedoras de determinadas coisas… Então quando algo não sai como planejamos, principalmente no âmbito amoroso, nos achamos a pior das criaturas, e nos culpamos pela situação toda.

Mas deveríamos ao invés de nos lamentarmos, olhar o outro lado do fato, o lado bom… Não ver como punição algo que na verdade é uma lição… O que devemos aprender com isso? O que precisamos curar?

A nossa vida é feita de ciclos, e eles precisam fechar para que outro se abra… E podem ter certeza o próximo ciclo sempre é o melhor! Até mesmo nossas dificuldades se tornam melhores, pois elas vêm cada vez mais carregadas de ensinamentos e resultados que nos dão mais força e mais clareza da vida… Não é à toa que ao passo que vamos ficando mais velhos, saímos da ilusão e nos frustramos menos, afinal de contas não tem algo mais frustrante que a ilusão…

A vida muitas vezes coloca pessoas em nosso caminho, apenas como ferramenta para ensinamentos… O término de um relacionamento pode vir para ensinar que não dependemos de ninguém para sermos felizes… Que amar o outro, é em primeiro lugar amar a si mesmo… Que apego não é amor e que muitas vezes não amamos de fato quem está ao nosso lado, apenas temos apego, ou pior ainda, sentimento de posse…


Namoros, noivados, casamentos… terminam todos os dias, e sabe porque? Pelo simples fato de que tinham que terminar… Seja por erro de um ou de ambos, foi algo necessário. Havia algo a aprender, algo a curar… simplesmente isso! E não há nada de errado…

Também não há nada de errado em sofrer com o fim. O que não pode acontecer é viver um luto eterno e nada aprender, melhorar, curar…

Lembre-se sempre, o fim é um novo recomeço!

 


___

Bibiana Zaparolli (Blog da Bibi)

Desde muito cedo começou a escrever suas visões de vida e sobre situaçõesbibiana perfil

cotidianas. Com a formação acadêmica em Jornalismo, a escrita passou a estar mais


presente no seu dia-a-dia de forma profissional. Porém, falar sobre pessoas, e sentimentos que as comentem, de forma não jornalística, continuou fazendo parte do seu repertório.

Somente com o início dos estudos terapêuticos, pode escrever com mais propriedade e entendimento sobre as relações humanas.

A Jornalista Bibiana Zaparolli é Terapeuta Holística, formada pela Associação Brasileira de Estudos do Sentir.

 


Há ausências que representam um verdadeiro triunfo

Artigo Anterior

Pequenas batalhas, grandes vitórias

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.