O grande desafio na vida é sair da zona de conforto, parar de reclamar e arregaçar as mangas!

5min. de leitura

Nossa vida como um todo é resultado das atitudes que escolhemos tomar. O que define nossa realização, não é só nosso “querer”. É uma soma do querer com o agir. 

Esta é uma reflexão sobre ser protagonista da própria vida, assumindo as próprias ações ao invés de escutar demais os outros, ou buscar culpados.



Você já passou por uma situação difícil que, no fundo, você já sabia a resposta e acabou “arrastando” a situação, tentando que alguém resolvesse por você?

Você já passou por uma situação difícil e deixou de tomar uma decisão logo, para ficar acusando os demais ao seu redor?

Você já passou por uma situação difícil e, apesar de toda a dor, tomou a decisão que precisava?


Se você disse sim a esta última opção, você está no palco de sua história como ator principal, como protagonista de sua vida.

Mas, ser protagonista da própria história não é fácil, não é mesmo? É mais fácil a gente se acomodar na reclamação, ficar com uma amizade grande com a procrastinação…

Acompanho e acompanhei muitas vidas que foram deixando para depois resolver os problemas. O resultado? Doenças, problemas maiores, relacionamentos terminados, empregos perdidos, oportunidades que passaram…


Veja esta história e pense no que você se identifica.

Você já teve um bode na sala? Mais de um? Já deu poder a outra pessoa para resolver seus problemas?

Você já teve medo de tomar decisões? Você já teve medo de errar?

Mais perguntas e mais respostas…

Nossa vida como um todo é resultado das atitudes que escolhemos tomar. O que define nossa realização, não é só nosso “querer”. É uma soma do querer com o agir.

Se deixarmos o “barco na correnteza” e levarmos a vida, não podemos nos frustrar com os resultados, pois dificilmente as coisas serão como gostaríamos que fossem. Alcançar objetivos, querer ver nossos sonhos concretizados, desejar mudar nosso padrão de vida, tudo exige empenho, dedicação e muita persistência.

O grande desafio na nossa vida é nos tornarmos protagonistas de nossa história. Sair da zona de conforto, parar de criar expectativas ou viver reclamando e arregaçar as mangas.

Deixar de esperar “receitas prontas” e criar nossa própria receita. Deixar de esperar que “a situação melhore” e fazer o possível, ou o impossível, agora. Parar de estar sempre no tempo verbal errado. Passado não pode ser mudado, futuro não pode ser previsto. Podemos tomar o passado como aprendizagem e planejar o futuro. Mas de qualquer forma, precisamos agir para que tudo isso aconteça no momento presente.

Somos os responsáveis diretos por conquistas, por vitórias e por derrotas. Assumir momentos bons e ruins das nossas tomadas de decisão é que faz a diferença em nossas vidas, no nosso processo de amadurecimento e de crescimento. O sucesso é sempre diretamente proporcional ao tamanho do nosso empenho, da nossa persistência, da nossa determinação, da nossa disciplina e, como não poderia deixar de mencionar, da nossa capacidade de resiliência.

A resiliência tem um papel fundamental, pois sempre nos deparamos com negativas, com frustrações, afinal, estas são partes da nossa vida.

Se J. K. Rowling persistisse no medo e não tirasse seus manuscritos de uma caixa, onde permaneceram por anos, milhões de leitores ficariam sem Harry Potter. A escritora demorou, mas teve atitude. Estava com dificuldades, não acreditava no seu potencial, sofria, mas ao invés de continuar esperando que algo externo mudasse sua vida, buscou soluções internas, venceu os obstáculos, teve determinação, persistência e principalmente, resolveu acreditar em si e naquilo que gostava de fazer.

Pense agora em tudo o que já superou na vida, inspire profundamente e sinta a força para continuar suas superações, para continuar as aprendizagens na vida, para continuar…

Grande e carinhoso abraço!

Isabel


Direitos autorais da imagem de capa: Megan Wood on Unsplash

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.