23min. de leitura

O inferno astral de cada signo. Como sobreviver a ele?

– O que é o inferno astral?


– Qual é o inferno astral de cada signo?

– Qual a diferença entre inimigos astrais e opostos complementares?

– Como se preparar para o inferno astral?


– Quando meu inferno astral termina?

– Como sobreviver ao inferno astral?

Você sabe o que é inferno astral? Já adiantamos que esse conceito vai muito além do que circula com base em superstições. O período fornece a cada um de nós a possibilidade de refletirmos sobre a nossa existência, habilidades e fraquezas, representando o momento ideal para decidirmos o que devemos manter conosco em nosso próximo ciclo astrológico e o que, definitivamente, deve ser abandonado.


Neste post, preparamos uma abordagem completa sobre o assunto, explicando o que é o inferno astral, como ele se relaciona com cada signo, qual a duração dele e como se preparar para o momento. Além disso, explicaremos a diferença entre inimigos astrais e opostos complementares.

Ao final do texto, separamos 5 dicas para sobreviver a essa experiência. Desejamos que este conteúdo esclareça pontos importantes e provoque reflexões sobre a pessoa que você quer ser em seu próximo ciclo. Com certeza, alguém que seja capaz de enfrentar os desafios que a vida impuser com a cabeça erguida e interpretar cada adversidade como um convite à evolução. Boa leitura!


O que é o inferno astral?

O inferno astral corresponde ao período exato de um mês que antecede o seu aniversário. Ele funciona como um teste final para que você esteja preparado para enfrentar mais um ciclo de sua vida, preparando-o para novas experiências.

As energias boas e ruins acumuladas durante todo o ano ficam guardadas, sem uma harmonização. Com isso, as pessoas tornam-se sobrecarregadas e precisam de uma renovação, um “encaixe” psíquico dos acontecimentos vivenciados antes de iniciar uma nova fase.

É comum que, durante o inferno astral, as coisas não aconteçam como de costume, mais erros sejam cometidos, surjam mal-entendidos e você até se sinta um pouco perdido. Contudo, tudo isso tem um propósito importante que deve ser aproveitado.

É preciso usar a oportunidade para reorganizar a sua vida, avaliar o que será dispensado e o que seguirá com você, além de planejar ações para o novo ciclo. Promover a mudança de vibração entre o inferno astral e o novo ciclo que se iniciará com o seu aniversário é essencial para que você seja bem-sucedido em seus objetivos.


Qual é o inferno astral de cada signo?

O inferno astral

A astrologia conta com 12 casas astrais — signos —, as quais influenciam a personalidade e diversos outros aspectos da vida de todos nós. O signo solar, que é o mais conhecido, é o resultado da interação do planeta Terra com o Sol no momento em que nascemos. Essa posição é responsável por nos presentear com uma série de características, como uma dádiva do universo.

Além do signo, outros elementos completam os nossos pontos fortes e fracos e as particularidades de quem somos. Dentre eles, podemos citar o inferno astral, o qual corresponde à posição da 12ª casa do zodíaco em cada signo, englobando os desafios que precisamos vencer para evoluir, ou seja, a identificação das principais dificuldades a serem superadas está nas características do signo anterior ao nosso.

A seguir, detalharemos o inferno astral de cada signo. Confira!

  • Áries

O inferno astral está localizado em Peixes. Por conta disso, a ideia de se fazer de vítima ou fugir dos problemas torna-se algo insuportável para eles, já que são pessoas extremamente corajosas.


  • Touro

O inferno astral está localizado em Áries. Há a busca incansável por segurança. Devido a esse fator, comumente, os taurinos se irritam com situações que fogem do seu controle e também com pessoas impulsivas.


  • Gêmeos

O inferno astral está localizado em Touro. O principal desafio a ser superado é o controle financeiro, uma vez que há a tendência a gastar mais do que se pode.


  • Câncer

O inferno astral está localizado em Gêmeos. Isso gera o apego às próprias coisas e dificuldade de lidar com mudanças.


  • Leão

O inferno astral está localizado em Câncer. Por essa razão, o excesso de insegurança e carência incomodam muito os leoninos.


  • Virgem

O inferno astral está localizado em Leão. Lidar com pessoas arrogantes e que sentem prazer em dar ordens é insuportável para o virginiano.


  • Libra

O inferno astral está localizado em Virgem. Os librianos querem usufruir de uma vida tranquila e prazerosa. Portanto, ter que priorizar os deveres os deixa nervosos.


  • Escorpião

O inferno astral está localizado em Libra. Pessoas que se importam demais com a opinião dos outros são capazes de acabar com o bom humor dos escorpianos instantaneamente.


  • Sagitário

O inferno astral está localizado em Escorpião. A influência desse signo é responsável por provocar a sensação de sufoco ao lidar com gente possessiva e controladora.


  • Capricórnio

O inferno astral está localizado em Sagitário. Por conta dessa influência, os capricornianos evitam ao máximo correr riscos e mergulhar de cabeça em novas aventuras.


  • Aquário

O inferno astral está localizado em Capricórnio. A liberdade é muito valorizada pelos aquarianos, de tal forma que eles evitam se prender a coisas materiais.

 

  • Peixes

O inferno astral está localizado em Aquário. O poder da 12ª casa astrológica para os piscianos mostra-se na intolerância a pessoas muito rebeldes e na dificuldade de encarar eventos inesperados.


Qual a diferença entre inimigos astrais e opostos complementares?

qual a diferença

Enquanto os inimigos astrais representam aquelas pessoas com que você não vai com a cara logo na primeira vez que vê e não estabelece afinidade, os opostos complementares são responsáveis por uma atração imediata e, em um momento inicial, inexplicável.

Tudo isso por influência dos astros e da formação da personalidade de cada um. É preciso, no entanto, saber lidar com as diferenças para estabelecermos relações mais saudáveis com aqueles que nos cercam. Afinal, ninguém é capaz de nada sozinho. Temos o poder de reverter o quadro e explorar as diferenças de modo a aprender com elas.

Da mesma forma, é possível aproveitar os nossos opostos — que também se atraem como signos feitos um para o outro —, os quais complementam a nossa vida em diversos aspectos. Os pares opostos geram o equilíbrio, a adequação e a completude.

Ao entender melhor a influência do universo em nossa jornada, bem como quais são as pessoas que nos acrescentam e fazem bem, além daquelas que podem despertar até mesmo uma antipatia gratuita, passamos a contar com um recurso poderoso voltado para a qualidade de vida.


Inimigos1. Inimigos astrais

Os inimigos astrais referem-se aos signos com que é mais difícil viver em harmonia. É necessário conhecê-los, identificando as principais diferenças na personalidade e mantendo-se cauteloso para que conflitos não atrapalhem a sua rotina.

Nas próximas linhas, separamos os inimigos astrais de cada signo. Acompanhe!


  • Áries

Inimigos astrais: Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes. Devido a sua personalidade impulsiva e à alta competitividade que faz parte de seus dias, o ariano tende a querer comandar todas as situações, fazendo valer o desejo de liderança. Além disso, a sinceridade aguçada pode magoar as pessoas mais próximas. Esse conjunto de características incomodam, principalmente, os inimigos astrais citados.


  • Touro

Inimigos astrais: Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário. Apesar de os taurinos não gostarem de disputas, eles revelam toda a sua determinação quando buscam realizar os seus grandes sonhos. Nesses momentos, eles não abrirão mão do que planejaram e, por isso, podem entrar em conflito mais facilmente com os seus inimigos astrais.


  • Gêmeos

Inimigos astrais: Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes. As desavenças, quando ocorrem com os geminianos, geralmente limitam-se ao plano intelectual. Isso porque sobra autocontrole em disputas banais. Eles não gostam de ser cobrados e usarão argumentos estruturados até o fim para sustentar o seu ponto de vista, nem que seja necessário entrar em conflito com os inimigos astrais.


  • Câncer

Inimigos astrais: Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário. Atenção e carinho são normalmente expressados para as pessoas que os cancerianos mais estimam. Contudo, caso exista excesso, pode acabar sufocando as pessoas que gostam de ter o seu espaço bem demarcado. Sentir-se oprimido é algo que ninguém deseja, não é mesmo? Nesse sentido, tome cuidado principalmente com os seus inimigos astrais.


  • Leão

Inimigos astrais: Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes. Ser contrariado é algo muito complicado para os leoninos. Além disso, existe uma tendência a assumir o comando das atividades de que participam, podendo desenvolver uma obsessão para gerenciar a situação. Os inimigos astrais podem não aceitar facilmente esse posicionamento.


  • Virgem

Inimigos astrais: Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário. Os virginianos são perfeccionistas, organizados e responsáveis, mas exigem dos outros o mesmo comportamento. Portanto, quem não tem naturalmente essas características, certamente, não gostará de ser cobrado.


  • Libra

Inimigos astrais: Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes. O que evitar em um signo que não tem problemas em dividir conhecimentos e costuma ter bons relacionamentos com todos? Se você pensou na indecisão, a resposta está correta.


  • Escorpião

Inimigos astrais: Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário. A personalidade fortíssima do escorpiano faz com que ele não ceda facilmente quando alguém contraria as suas opiniões. Ele não é de guardar para si as insatisfações e costuma retribuir desaforos. Entretanto, é crucial ser um pouco mais comedido, principalmente em relação aos inimigos astrais, para garantir bons relacionamentos.


  • Sagitário

Inimigos astrais: Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes. Por impulsividade, o sagitariano pode falar coisas sem pensar direito e acabar fazendo com que pessoas próximas sofram. Além disso, o seu excesso de autoconfiança causa desconforto em algumas pessoas que o cercam, sobretudo os inimigos astrais.


  • Capricórnio

Inimigos astrais: Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário. A competitividade, o autoritarismo e o pessimismo, comuns no capricorniano, são características que podem prejudicar o vínculo com os inimigos astrais.


  • Aquário

Inimigos astrais: Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes. Os aquarianos podem se envolver mais facilmente em brigas quando alguém tentar controlar a sua vida ou lhes impor regras. O desejo intrínseco de se destacar, pensar diferente e quebrar normas pode fazer com que os seus inimigos astrais antipatizem com ele instantaneamente.


  • Peixes

Inimigos astrais: Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário. A mudança súbita de emoções e a tendência a se fazer de vítima costumam desagradar as outras pessoas.


Opostos 2. Opostos complementares

O conceito de oposto complementar está embasado nos elementos da natureza presentes em cada um dos 12 signos, os quais também se preenchem. São eles: terra, água, fogo e ar.

Para entender essa relação, observe a seguinte analogia:

  • a água deixa a terra fértil;
  • o ar alimenta e expande o fogo.

Ao analisarmos essa lógica, podemos agrupar os signos em seis pares:

  • Áries (fogo) — Libra (ar);
  • Touro (terra) — Escorpião (água);
  • Gêmeos (ar) — Sagitário (fogo);
  • Câncer (água) — Capricórnio (terra);
  • Leão (fogo) — Aquário (ar);
  • Virgem (terra) — Peixes (água).

O diferente nos atrai magneticamente. Dificilmente haverá encanto por aquilo que é idêntico ao que temos. Buscamos novas experiências capazes de nos transformar. Embora o nível de atração varie de pessoa para pessoa influenciado por outros motivos — ascendente, signo lunar, casas astrológicas —, uma coisa é certa: os opostos sempre tenderão a se aproximar.

Isso não significa que os pares devam, necessariamente, ter elementos da natureza que se complementem. Signos de um mesmo elemento podem harmonizar perfeitamente, já que as possibilidades do universo são inúmeras.

É importante entender que existem pessoas das quais será mais fácil você se aproximar e estabelecer uma conexão imediata, vivenciando uma relação de sintonia. Use esse conhecimento ao seu favor, tanto no amor quanto nas amizades.


Como se preparar para o inferno astral?

como se preparar

O primeiro passo de preparação para passar pelo inferno astral de maneira satisfatória é não atribuir a carga negativa que as pessoas costumam dar a ele. As palavras têm uma força grandiosa. Por isso, evite frases como “este mês é o pior do ano” e “não aguento mais passar por provações”.

Aproveite a transição entre as revoluções solares para refletir e meditar sobre a sua vida e o que você tem experimentado. Coisas agradáveis e desagradáveis fazem parte de nosso dia a dia porque a jornada é assim.

O que podemos fazer para melhorar a nossa experiência é tirar o melhor proveito possível dos erros — que podem se destacar nessa fase —, encarando-os como circunstâncias capazes de permitir a evolução.

Para que carregar arrependimentos constantes se podemos aprender com as falhas e não voltar a cometê-las? Qual a razão de encher a bagagem do espírito com sentimentos ruins, como o rancor, a mágoa e a inveja?

O inferno astral é muito mais um pré-requisito para a evolução pessoal do que uma regra para a infelicidade. Nesse sentido, faça um planejamento cuidadoso e coerente com a sua vida, contendo o que deverá ser mantido no novo ciclo e o que será necessário abandonar.

Podemos perdoar ou pedir perdão; focar as próprias conquistas e comemorar as dos colegas sem querer tomá-las para nós mesmo; desenvolver uma nova habilidade — pessoal ou profissional — que é fraca até então; reservar mais tempo para o que realmente importa, como os momentos de qualidade com as pessoas que amamos; e guardar uma parte do dia para nós mesmos, de modo a melhor processarmos os eventos por que passarmos, buscando o autoconhecimento.

Depende exclusivamente de nós fazer do período um inferno ou um espaço temporal para renovação e desenvolvimento pessoal. Com planejamento, de preferência no papel, será muito mais fácil colocar as resoluções em prática.


Quando meu inferno astral termina?

Se o mundo parece estar fora de controle, não se desespere. As dificuldades passam com as felicitações, próprias e dos outros, carregadas de boas energias no dia do seu aniversário.

De acordo com os astrólogos, livrar-se da energia negativa no aniversário é algo grandioso que podemos fazer por nós mesmos. No novo ciclo astrológico, é possível que recarreguemos as baterias internas para viver mais um ano, mantendo o que é bom e eliminando o que não provoca alegria. Essa recarga acontece a cada dia anual referente ao seu nascimento. Portanto, é comum que, durante o inferno astral, as cargas estejam fracas.

Nos 30 dias que antecedem o novo ciclo de cada pessoa, o Sol começa a se mover para a última casa do mapa astral dela. É a representação de nosso inconsciente, um lugar difícil de ser compreendido. Geralmente, nesse período, tendemos a atrair pessoas e acontecimentos negativos, tais como doenças, perdas e situações confusas.

Mas tudo isso é necessário e representa uma grande oportunidade de fortalecimento. Somos grandiosamente recompensados pelo universo e por aqueles que mais amamos no fim do período — data em que comemoramos mais um ano de vida.


Como sobreviver ao inferno astral?

como sobreviver

Confira, a seguir, 5 dicas para sobreviver ao inferno astral.

dica 1Observe os sinais do que precisa ser mudado

Pouco antes de o inferno astral ser iniciado, você começará a receber sinais do que precisará ser mudado para que haja evolução pessoal no próximo ciclo. Alguns interesses, por exemplo, serão alterados, como uma manifestação de alerta para que você possa investir em outras coisas e deixar determinados sentimentos para trás.

Procure fazer uma avaliação de sua vida, avaliando interesses e desejos. Resultados diferentes não são alcançados se continuarmos agindo exatamente da mesma forma. Reflita sobre o futuro e não resista às modificações. Aceite-as como condição para o desenvolvimento.


dica 2Evite iniciar qualquer atividade importante no período

O inferno astral é a época de limpeza e desconstrução. Mesmo que novos projetos sejam pensados, espere até o fim do período. Dois dias após o seu aniversário é o ideal para investir e arriscar no desconhecido.

Quando a carga energética não está cheia o suficiente, em regra, não há o impulso necessário para começarmos algo com o pé direito. A principal consequência é a desmotivação e a desistência de uma grande ideia, simplesmente porque ela foi iniciada na hora errada.

Não tome decisões precipitadas para organizar as coisas. Aproveite para refletir e planejar. Amadureça as ideias e aguarde o novo ciclo astral ter início para aplicá-las.


dica 3Guarde um tempo para si mesmo

Como dissemos, no inferno astral, estamos com as últimas energias de nosso ano astrológico. Portanto, marque menos eventos e procure descansar.

Que tal desfrutar da própria companhia, estabelecer contato com a natureza, aproveitar o tempo livre para assistir a bons filmes e aprender com os livros? Reserve uma parte do dia para cuidar de si mesmo. Medite, pratique exercícios físicos e procure manter uma alimentação saudável. Essa postura te preparará para o melhor período do ano: o mês seguinte ao seu aniversário, quando a sua energia alcançará o pico.


dica 4Enfrente os problemas

Não devemos evitar os desconfortos próprios do período. Fazer isso é como esconder um sintoma que deve ser tratado. O inferno astral pode ser uma das épocas mais fecundas do ano, desde que seja aproveitado com sabedoria.

Os sentimentos distintos e ambíguos que vivenciamos nada mais são do que o reflexo de tudo o que aconteceu no nosso último ano. Eles podem apontar um caminho para crescermos com os erros e redefinirmos prioridades.

Então, enfrente as dificuldades que surgirem com a cabeça erguida. Explore sensações e reflita. Entenda que, em um primeiro momento, algo pode parecer ruim, mas em longo prazo isso representará uma chance de amadurecimento e capacidade para enfrentar os desafios que surgirem.


dica 5Informe-se

Ao ler este artigo, você já está cumprindo este passo. A astrologia serve para nos auxiliar na busca por respostas sobre nós mesmo e como agir para que as nossas vidas sejam mais completas. Ela nos indica traços de personalidade, aponta as características de pessoas que combinam com ela e também as com que devemos tomar certos cuidados para manter bons relacionamentos.

Entender as transformações por que passamos e como o universo influencia nosso dia a dia e buscar a evolução são atitudes necessárias para vivermos de uma maneira mais feliz, com a satisfação pelo simples fato de sermos quem somos.

Chega de se vitimar pelas interferências do inferno astral. Agora você conhece todo o poder do período e poderá usá-lo ao seu favor para crescer. Você é infinitamente mais forte do que qualquer superstição que ainda exista. Aproveite o período.

Gostou de nosso conteúdo? Esperamos que você tenha esclarecido todas as suas dúvidas e possa encarar o inferno astral com outro olhar. Temos a oportunidade de explorá-lo para que a nossa vida seja repleta de bons momentos. Faça isso!

Agora, que tal compartilhar este post em suas redes sociais, para que o seus amigos e familiares também consigam enxergar o inferno astral com outros olhos e fazer melhor uso dele?


Direitos autorais das imagens: nexusplexus / 123RF Imagens – sifotography / 123RF Imagens – racorn / 123RF Imagens – onoontour / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.