ColunistasAmorRelacionamentos

O meu melhor namorado…

O MEU MELHOR NAMORADO FOTO DE CAPA

Não. Ele não foi o namorado mais bonito que eu tive, nem o mais forte ou o mais alto, mas ele tinha o sorriso mais iluminado, com certeza, o que eu nunca esqueci. Não me lembro nem do sobrenome de alguns namoradinhos, mas me lembro com riqueza de detalhes do som da sua gargalhada, e isso me faz sorrir sozinha hoje em dia.



Ele também não sabia todas as posições do Kama Sutra, nem tínhamos fôlego infinito, mas ele foi o mais carinhoso e o único beijo do qual eu sinto saudade na vida.

Ele não foi o mais rico, nem o mais bem sucedido, pra falar a verdade, ele era até meio perdido, e aquele jeito desligado me encantava muito mais do que cálculos exatos e uma agenda cheia. Nós não saímos com tanta frequência, mas isso não me fazia falta, porque a gente se divertia assim mesmo, jogar vídeo game e fazer maratonas de filmes me parecia o programa perfeito. Ele não me levava pra jantar em restaurantes caríssimos, mas conheci quase todas as pizzarias da cidade e fiquei viciada em pastel de feira e laranjada e mantenho esse hábito até hoje!

O MEU MELHOR NAMORADO  FOTO 01


Ele não sabia muita coisa sobre Nietzsche ou Chopin, mas eu adorava ouvi-lo falar, empolgadamente, por horas e horas sobre a origem do samba e como a sua infância tinha sido boa. Ele não era sofisticado nem propositalmente sexy, mas nunca achei algo nessa vida mais encantador do que a sua humildade e gentileza com as pessoas, boa vontade e sorriso largo ao enfrentar os problemas do cotidiano. Aquela ingenuidade sutil e atávica me deixava na lona!

Não foi com ele que provei os melhores vinhos, nem fiz as viagens mais incríveis, mas por inúmeras vezes senti falta dos nossos fins de semana no sítio, com macarronada e Martini enrolados num cobertor, falando besteiras e fazendo juras de amor…até altas da madrugada, com Pink Floyd rolando e nós nos amando, como se o resto do mundo não existisse.  Era realmente assim que eu me sentia ao seu lado: A pessoa mais importante do mundo! Ele não me ensinou sobre física quântica ou a falar alemão, mas ele ouvia atentamente as minhas loucas teorias e me ensinou que o amor verdadeiro existe nos pequenos detalhes do dia-dia.

Meu melhor namorado não tinha um carrão importado nem usava roupas de marca, mais nunca mais achei alguém que ficasse tão bem num jeans surrado e boné virado pra trás…

Meu melhor namorado não foi a minha maior paixão. Nem sequer foi amor à primeira vista. Foi um amor que cresceu aos poucos, sem eu me dar conta, e foi o melhor amor que eu tive.


A minha maior paixão me fez sofrer, durou pouco e deixou marcas profundas em mim; O meu melhor namorado foi meu melhor amigo, me mostrou que amor eterno não é mera ficção e não me deixou cicatrizes doídas, me deixou lembranças maravilhosas e divertidas, que aquecem meu coração.

Eu não dava muita coisa por ele, não levava muita fé em nós, achava um pouco infantil aquele jeitão. Nem a faculdade ele tinha terminado, não tinha grandes pretensões e eu pensava que precisava de um outro tipo de cara ao meu lado, mal sabia eu, que seriam os anos mais felizes da minha vida.

O MEU MELHOR NAMORADO FOTO 02

Ele não me exigia uma casa impecável, roupas sempre passadas ou comida fresca, ele entendia que ás vezes eu estava cansada, que precisava de um tempo meu e respeitava os meus limites como mais ninguém soube fazer. Ele convivia bem com o meu silêncio e com toda a euforia dos meus milhares de pensamentos, nós nos entendíamos sem uma palavra dizer.


Não morávamos num palácio, nem no melhor bairro da cidade, mas ele fazia questão de me esperar chegar todos os dias no ponto de ônibus e comprar pão quentinho todas as manhãs. Ele sempre prometia que iríamos melhorar de vida, que um dia eu não precisaria mais trabalhar tanto, que ele me daria o mundo…o que eu não tive tempo de dizer, era que a intenção valia muito e que ele já me dava algo caríssimo, raríssimo e que eu encontrei alguns caras que tinham condições de me proporcionar tudo isso, mas não tinham vontade, não demonstravam a menor preocupação.

Meu melhor namorado não era o melhor ser humano do mundo não, tinha seus defeitos, admito, mas o meu mundo, sem margem pra dúvidas, era muito melhor com ele por perto.

Não sei lidar com prazos de validade…

Artigo Anterior

O segredo…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.